fbpx

4 cuidados odontológicos que seu paciente deve ter antes da quimioterapia

 Em Para Dentistas, Profissionais da saúde, Público em geral

A quimioterapia é o tratamento medicamentoso mais invasivo e, ao mesmo tempo, mais indispensável de grande parte dos diagnósticos de câncer. Entenda!

A técnica consiste na aplicação de fortes medicamentos que atuam diretamente na formação de novas células em todo o corpo, porém, sem distinção de sua reprodução benigna ou maligna. O resultado desse tratamento tem uma série de consequências em regiões específicas do organismo que têm renovação celular frequente, como os cabelos, as unhas e a imunidade corporal.

A baixa de imunidade, além de permitir que o indivíduo fique mais susceptível a algumas doenças, aumenta o risco de problemas bucais durante a quimioterapia. Por esse motivo, é extremamente importante que o dentista e o médico estejam atentos a alguns cuidados odontológicos específicos para esses pacientes, principalmente antes de se iniciar o tratamento quimioterápico.

Vamos conhecer alguns desses cuidados odontológicos no texto de hoje.

Fazer uma avaliação dental antes de iniciar o tratamento

Um dos primeiros cuidados odontológicos a serem realizado em um paciente que vai iniciar um tratamento com quimioterapia é fazer um check-up com seu profissional de confiança. Esse dentista vai, com a ajuda de uma tabela de escores odontológicos específica para tratamentos oncológicos, classificar o estado da saúde bucal do paciente, avaliando a qualidade dos dentes, da gengiva e até mesmo a possibilidade da presença de alguma doença específica na região. De acordo com esse escore, será possível tomar providências para proteger a saúde bucal do paciente.

Limpeza da placa e remoção de outras infecções

Como sabemos, a quimioterapia é um tratamento que suprime agressivamente a resposta imune do paciente, por isso, é preciso eliminar a maior quantidade de resíduos inflamatórios na região bucal para evitar ao máximo que elas não evoluam durante o período de ação da medicação. Para isso, um dos cuidados odontológicos recomendados é que o indivíduo faça uma sessão rotineira de limpeza da placa bacteriana e do tratamento de outras infecções como a cárie ou possíveis gengivites antes da quimio, deixando a região o mais estéril possível para o início do combate ao câncer.

Extração de dentes muito lesionados

Dependendo da intensidade da lesão encontrada em algum dente durante a análise odontológica do paciente, a melhor solução pode ser a extração imediata, evitando maiores contaminações na região. Isso serve para casos de lesões de cáries muito avançadas, reabsorções ou até sangramento gengival muito intenso.

Vale reforçar que a extração dentária deve ser avaliada e realizada por um profissional que esteja apto a realizar esse tipo de prática.

Manter a higienização bucal e evitar alimentos cariogênicos

O paciente tem participação importante no controle dos cuidados odontológicos pré quimioterapia, já que a manutenção de uma boa qualidade da saúde bucal depende intimamente de seus cuidados com a região durante todo o período de tratamento. Por esse motivo, reforce com seu paciente a importância de se manter a higienização adequada, a utilização de fios dentais, de cremes dentais adequados e de escovas que não lesionem sua gengiva ou a mucosa da boca. Oriente também com relação a ingestão de alimentos cariogênicos, como os doces e outros alimentos que se aderem facilmente ao sulco dos dentes, dificultando a higienização.

Os cuidados odontológicos pré-quimioterapia devem estar sempre focados em diminuir o risco de infecção na região bucal para que o indivíduo comece o tratamento sem grandes problemas. A atenção deve ser mantida durante a quimio, tratando os surgimentos pontuais de problemas e focando no cuidado durante a higienização da região, priorizando escovas macias e mantendo os lábios umedecidos e as gengivas longe de lesões.

Se você tem o hábito de fazer consultas odontológicas em indivíduos que vão passar por quimioterapia, que tal compartilhar quais outros cuidados você costuma ter com seus pacientes? Ainda tem dúvidas em relação a esse assunto? Comente!

Posts Recentes

Deixe um comentário