4 dicas para agilizar a higiene bucal em pacientes especiais

 Em Dia-a-dia, Fio dental

Cuidar da saúde bucal de terceiros pode se tornar uma tarefa longa e demorada. Veja nesse post 4 dicas para agilizar a higiene bucal em pacientes especiais!

Pacientes especiais precisam redobrar os cuidados com a saúde no geral, e para isso não podemos esquecer dos cuidados bucais diários.

Saúde dental vai muito além de consultar regularmente o dentista. No dia a dia, com rotinas práticas, também devemos dar a atenção devida para evitar problemas futuros.

É importante conhecer as limitações de cada pessoa para um tratamento exclusivo e que realmente funcione dentro do seu modo de vida, aumentando seu bem estar.

Para quem depende de cuidadores, seja essa tarefa feita por um familiar ou por profissionais contratados para isso, é importante que mantenha a regularidade nos cuidados bucais.

4 dicas para agilizar a higiene bucal em pacientes especiais

  • Escolha um ambiente familiar

Fazer o ritual de higiene em um ambiente que a pessoa já conhece, como em seu banheiro, é o mais indicado, desta forma é menos provável que se irrite e se oponha com a situação. Se o paciente for resistente mesmo assim e não aceitar os cuidados, mantenha a calma e explique a necessidade da escovação para sua saúde como um todo.

  • Estimule tentativas independentes

Algumas adaptações podem ser feitas em casa para estimular o paciente a independência. A empunhadura pode melhorar com engrossadores para escovas de dente, além de distribuidores de pasta de dente automático.

Esses facilitadores podem ser comprados ou feitos em casa com ajuda de tutoriais online, com materiais comuns e mais acessíveis.

  • Mini flosser

Para pacientes com limitações articulares ou que os cuidadores realizam a higiene bucal completa, o uso do fio dental tradicional é impossível, além de no caso de cuidadores se tornar uma tarefa anti-higiênica.

O Mini Flosser TePe é a solução perfeita para esses casos, com suportes biodegradáveis de polipropileno, seu fio não esgarça e se encaixa entre os dentes com a mordida do próprio paciente.

  • Toalha e bacia

A tolha e a bacia podem ser grande aliados nos cuidados bucais de pacientes especiais, principalmente pelo fato de prevenirem sujeiras e manchas na roupa dessas pessoas.

Independente se o paciente consegue realizar a escovação ou ela é realizada por cuidadores, a toalha e bacia previne o trabalho para limpar e trocar essa pessoa, agilizando o processo como um todo.

Na maioria das vezes relacionamos inconscientemente pacientes especiais a idosos e crianças, porém, todas as idades e sexos podem ser afetadas por doenças como: lesão na medula, autismo, esclerose múltipla, retardo mental, artrite reumatóide, entre outras.

Problemas de saúde graves podem deixar pacientes acamados e com dificuldades motoras.

É dever do dentista orientar a família e os cuidadores a melhor maneira de realizar a higiene dessas pessoas. Com atendimento personalizado e mais humano, todos saem ganhando saúde e um sorriso mais bonito.

Conhece algum cuidador ou familiares de pessoas especiais? Compartilhe esse post com eles!

Posts Recentes

Deixe um comentário