5 alimentos que devem ser evitados ao usar aparelho ortodôntico

 In Aparelhos Ortodonticos

O maior castigo para quem utiliza aparelho ortodôntico é ter que abdicar de ingerir alguns tipos de alimentos. No entanto, pior que ter de resistir ao que é estritamente proibido pelo dentista, é sofrer com o desconforto gerado pela quebra do bráquete, não é mesmo?

Embora isso seja visto por muitos como um desafio, é preciso ver que há ricas vantagens em encará-lo. Existem alimentos que, ao serem evitados, auxiliam não apenas no tratamento, mas também a sua saúde e higiene bucal. Além disso, quanto mais intacto você mantiver o aparelho, mais rápido ele será retirado.

Para saber de quais alimentos e guloseimas estamos falando, acompanhe a seguir uma lista com cinco tipos de alimentos que devem ser evitados por quem usa aparelho ortodôntico!

1. Alimentos duros

Esses alimentos estão entre os principais a serem inclusos nessa lista pois, devido ao aspecto duro e seco, podem facilmente danificar todos os componentes do aparelho. Além da própria dificuldade que se tem para removê-los das cavidades – o que é, acima de tudo, anti-higiênico.

Quais são esses alimentos?

  • Frutos secos: nozes, avelã, castanha, amendoim, amêndoas etc;
  • Grãos e cereais: milho, pipoca, aveias, granola e os famosos cerais matinais.

2. Doces duros e grudentos

Doces de aspecto duro, como pirulito e pé de moleque, também se enquadram na categoria dos danificadores de aparelhos, com um detalhe: o excesso de açúcar contido nesse tipo de guloseima. Portanto, evitá-los significa colaborar para a prevenção de cáries.

Os doces grudentos são inimigos tanto do tratamento em si quanto da estética, visto que a consistência pegajosa dos chicletes e outros doces grudentos são extremamente complicados de serem removidos do aparelho ortodôntico.

O que evitar?

  • Doces duros: pirulito, pé-de-moleque, chocolate mantido na geladeira etc;
  • Doces grudentos: chicletes, balas, caramelos e derivados.

3. Carnes duras e secas

Carnes secas ou do tipo charque, duras e gordurosas como o torresmo, ao serem mastigadas, podem causar os mesmos problemas que os alimentos citados acima: grudar no aparelho e danificá-lo. Aquelas carnes suculentas, típicas em todo e qualquer churrasco, costumam ter pouca maciez ou desfiam com facilidade. Sendo assim, é preciso se atentar e evitar morder bruscamente.

Da mesma forma, evitar roer e comer a pele desse tipo de alimento também é fundamental. É bom manter o controle ao ingerir carne de frango, que, além de quase sempre conterem pele, muitos dos que consomem não resistem à excessiva vontade de comer com as mãos e assim “beliscar” o que está grudado no osso. Tal experiência pode acabar muito mal!

4. Alimentos fibrosos

Esses não chegam a ser proibidos como alguns já citados, mas necessitam de muito cuidado ao serem ingeridos. Frutas secas, por exemplo, embora auxiliem na produção de saliva, grudam nos dentes com muita facilidade.

No caso de frutas como a maçã e legumes como a cenoura, é recomendada a ingestão desses alimentos bem picados pois as chances de alguma peça do aparelho ortodôntico ser danificada são grandes.

5. Refrigerantes e espumantes em geral

Os refrigerantes prejudicam a saúde bucal e também os fatores estéticos, pois a coloração artificial tende a manchar as borrachas e evidenciam a falta de cuidados – principalmente quando se utilizam borrachas brancas. Quanto à saúde dos dentes, os açúcares contidos nos refrigerantes ficam retidos com facilidade nas peças dos aparelhos e acabam por aumentar a quantidade de placa bacteriana.

Todo cuidado com o aparelho ortodôntico é essencial, e tudo começa pelos bons hábitos alimentares. Quando os alimentos certos são ingeridos, o paciente deixará o dentista satisfeito. A maior satisfação estará em ver o quanto o tratamento colaborou para o sorriso perfeito sem que houvesse maiores transtornos.

Agora queremos saber: o que você tem feito para melhorar os hábitos alimentares? Deixe o seu comentário e participe da conversa!

Recent Posts

Leave a Comment