5 estratégias para otimização da gestão de consultório hoje

 em Para Dentistas

Não é só da saúde dos seus pacientes que você precisa cuidar. A saúde da sua empresa também precisa de toda a atenção possível, afinal de contas, se ela não estiver bem, todo o resto não tem como continuar não é mesmo? Por causa disso, nós resolvemos passar algumas dicas de gestão de consultório para lhe ajudar nessa tarefa tão importante. Vamos lá?

Gestão de consultório: dicas para fazer a sua

1. Invista em tecnologia

Sabia que hoje em dia existe um mundo de facilidades tecnológicas quando o assunto é gestão de consultório? Pois é, há muitos softwares por aí que foram criados especificamente para lhe ajudar em coisas que você não entende bem como funcionam.

O software também pode ajudar o seu paciente, deixando o atendimento muito mais fácil. Há a possibilidade dos próprios pacientes agendarem suas consultas e até mesmo cancelarem (o que é ótimo para a organização da sua agenda). Além disso, ele também pode ver a evolução do tratamento bucal por meio de uma ferramenta como essa.

2. Delegue funções

Você é formado em odontologia e não em administração, não é mesmo? A não ser que tenha feito uma especialização na área, o mais sensato é contratar alguém que realmente entenda do assunto. Outro exemplo clássico é o contador, necessário para qualquer tipo de negócio. Você não precisará se preocupar com declarações de imposto de renda, pagamento de fichas de funcionários entre outras coisas.

Alguns até podem pensar que o custo de um funcionário como esses é bastante caro, mas pense no tempo que terá disponível para se especializar e assim, conquistar novos clientes.

3. Tenha sempre uma reserva

Um fundo de reserva é sempre necessário, além do capital de giro que toda empresa precisa ter. Vários imprevistos podem acontecer, por exemplo, uma queda brusca de energia pode fazer algum aparelho essencial quebrar, entre tantas outras coisas que você nunca pensa que podem acontecer, mas acabam se tornando realidade.

Tirar esse dinheiro do capital de giro é um risco muito grande e pode desestabilizar por completo a sua empresa. Então, reserve o dinheiro para guardar numa espécie de poupança do consultório.

4. Faça um bom planejamento financeiro

Não importa o que você vai fazer, o planejamento é essencial para iniciar e manter qualquer negócio. Você precisa traçar quais os objetivos, missão, visão e valores que quer para o seu consultório odontológico, traçar metas de curto, médio e longo prazo a fim de alcançar o alvo desejado.

Todas as áreas precisam ser bem planejadas, a financeira principalmente. É preciso ter certeza do dinheiro que se tem disponível em caixa para pagamento da folha de funcionários, para manutenção dos aparelhos, para estratégias de marketing, entre tantos outros.

5. Foque na experiência do paciente

Tudo o que você faz deve ser pensando no seu paciente, afinal de contas, ele é a razão de ser no seu estabelecimento. Portanto, pense em como a vida dele poderá ser facilitada antes, durante e depois do atendimento. Faça tudo o que puder para encantá-lo sem prejudicar o investimento.

Quer saber mais sobre gestão de consultório? Basta nos seguir nas redes sociais: Facebook, Twitter, YouTube, Instagram e Linkedin

Publicações recentes

Deixe um comentário