5 problemas que o estresse pode causar à saúde bucal

 In Público em geral

Prazos no trabalho, o chefe pegando no seu pé, as crianças de férias e em casa durante grande parte do dia, sem contar a organização das festas de final de ano e os presentes para a família toda. Em suma, são vários os motivos que deixam qualquer um estressado nessa época do ano, e, com o estresse, vem o enfraquecimento do sistema imune, deixando as portas abertas para várias doenças bucais. Confira algumas delas e saiba o que fazer para preveni-las e passar o final de ano tranquilo!

Aftas

As aftas são pequenas feridas dolorosas na mucosa oral, muito comuns na população em geral. A causa é considerada multifatorial, mas o estresse tem um papel importante no seu surgimento. Muitas vezes, as aftas aparecem de forma cíclica, coincidindo com momentos de maior tensão emocional. As lesões geram um grande incômodo, podendo atrapalhar também a ingestão de alimentos e a fala.

Bruxismo

No bruxismo, há um ranger e aperto involuntário dos dentes, principalmente à noite. Isso leva a um desgaste e achatamento dos dentes, que se tornam mais sensíveis. As causas são relacionadas ao nível de estresse, a personalidades competitivas e à ingestão de substâncias como álcool, nicotina e cafeína. A articulação temporomandibular, que prende a mandíbula ao crânio, também sofre com essa movimentação, podendo gerar dores de cabeça.

Boca seca

A estimulação nervosa provocada pelo estresse prejudica a produção de saliva e gera a sensação de boca seca, o que, ao longo do tempo, pode acabar gerando outros problemas como cáries e doenças periodontais. Quando, além da boca seca, há dor, alterações de paladar e ausência de lesões na mucosa oral, o diagnóstico de síndrome da boca ardente pode ser feito.

Gengivite

A inflamação das gengivas é causada, principalmente, pela placa bacteriana. As bactérias que se acumulam nas raízes dos dentes produzem substâncias irritativas para a mucosa, que fica vermelha, dolorosa e sensível a sangramentos durante a escovação.

O estresse provoca esse quadro ao prejudicar a execução de uma boa higiene bucal e aumentar o consumo de substâncias como o tabaco, que pioram a saúde da boca. Quando não tratada, a gengivite pode se complicar em uma gengivite ulcerativa necrosante, muito mais dolorosa e acompanhada de mau-hálito, sangramentos espontâneos e retrações gengivais, favorecendo a queda dos dentes.

Herpes

Causada pelo Herpes Virus tipo I, é uma doença contagiosa,, passada de pessoa a pessoa por contato direto com a lesão. O vírus não costuma gerar sintomas a menos que estimulado por algum fator desencadeante, como luz solar, infecções virais, ansiedade ou estresse. As lesões típicas são de pequenas vesículas nos lábios ou próximas a eles, que, pouco a pouco, vão se rompendo e se transformando em pequenas crostas de secreções e sangue bem aderidas à pele.

Como evitar esses problemas

Um bom equilíbrio entre mente e corpo, entre trabalho e diversão e um bem estar geral com a vida são as melhores soluções para o estresse e os problemas que ele traz.

Porém, como, muitas vezes, não é possível fugir das preocupações, o melhor é saber como evitar que o estresse gere algum problema na saúde da sua boca. Para isso, mantenha uma alimentação saudável, pratique exercícios físicos e fique atento à sua higiene bucal, realizando a escovação após as principais refeições do dia, utilizando o fio dental regularmente e observando qualquer lesão ou alteração na parede da boca, nos dentes ou na língua.

Não deixe também de procurar atenção profissional, fazendo visitas periódicas ao seu dentista e, se necessário, ao psicólogo, buscando identificar e reduzir as causas do estresse. Tudo isso irá garantir uma boca saudável, além de te dar mais motivos para sorrir!

E você, está sofrendo com algum desses problemas causados pelo estresse? Ou está cuidando bem da sua higiene bucal para impedir que eles acometam seu sorriso? Comente!

Recent Posts
Comments
pingbacks / trackbacks

Leave a Comment