6 cuidados que mães devem ter com a saúde bucal do bebê

 em Para seus filhos

Se você é mãe, principalmente de primeira viagem, é provável que tenha dúvidas acerca da melhor forma de tratar a dentição do seu bebê. E é essencial que as mamães dominem os cuidados com a saúde bucal dos pequenos, visto a fragilidade deles.

Além de auxiliar na mastigação, a primeira dentição é importante no desenvolvimento da fala e no posicionamento dos dentes permanentes; portanto, neste período cuidados importantes com a higiene bucal do bebê devem ser tomados. Descubra abaixo como caprichar nesta tarefa!

1. Primeiros cuidados

Antes mesmo do aparecimento dos dentes, nos primeiros meses de vida, é necessária uma limpeza da gengiva, língua e bochechas. Esse processo deve ser feito com uso de gaze e água filtrada três vezes ao dia, no mínimo.

2. Coceira gengival

O primeiro sinal de que os dentes estão chegando é a famosa coceira na gengiva. É por isso que os bebês costumam levar à boca e mastigar o que têm na mão, com o objetivo, justamente, de aliviar a coceira. Essa ação do neném, se por um lado alivia a coceira, por outro, traz impurezas e microrganismos do meio ambiente para a sua boca, podendo ocasionar infecções.

Uma solução para isso são os mordedores para massagear a gengiva, que devem ser higienizados e podem ficar na geladeira, uma vez que o frio ajuda a confortar a região irritada. Também é indicada uma massagem pela mãe, com o dedo indicador bem limpo ou com uso de gaze. Alimentos mais consistentes também são úteis para massagear a gengiva do bebê.

3. Cáries

A cárie dental infantil, mais conhecida como “cárie de mamadeira”, ocorre quando o bebê vai dormir com leite ou suco na boca. Neste caso é importante não deixá-lo dormir com a mamadeira na boca ou ser amamentado enquanto cochila.

A solução é substituir, na mamadeira, o suco (ou leite) por água ou mesmo trocar a mamadeira por uma chupeta. Essa medida, somada à higienização dos dentes com gaze ou da escovação para remover açúcares, reduz o risco de cáries.

4. Escova de dente

Logo com a aparição do primeiro dente, é recomendado o uso de uma escova apropriada para bebês. Dê preferência para as de cabeça pequena, cerdas macias e arredondadas.

Conforme os dentes vão nascendo, o bebê pode morder as cerdas da escova, desalinhando-as. Quando isso ocorre, está na hora de trocar a escova por uma nova.

5. Creme dental

Somente após o nascimento do primeiro dente molar é recomendado o uso de cremes dentais. Existem no mercado cremes dentais específicos para bebês, porém é preciso ter cuidado com a concentração de flúor: quando pequena, ela não protege suficientemente os dentes e, em altas concentrações, a sua ingestão em excesso pode ser prejudicial.

O recomendado é diminuir a quantidade do creme dental, já que o bebê ainda não sabe cuspir. A medida ideal deve ser o equivalente a um grão de arroz cru.

6. Maus hábitos de sucção

A sucção é importante para a amamentação do bebê, porém esta se torna um mau hábito quando o uso de chupeta ou sucção do dedo é frequente, causando má formação da arcada dentária. Uma opção é o uso de chupeta com bico em formato anatômico, que se adapta ao formato da cavidade bucal do pequeno e acompanha seu movimento de sucção.

Seguindo estes cuidados simples e importantes, a dentição do seu bebê será sinônimo de um sorriso saudável no futuro. Você conhece mais alguma dica? Compartilhe-a conosco!

Gostou? Inscreva-se no nosso blog.

* indicates required




Publicações recentes

Deixe um comentário