7 escovas específicas para casos especiais

 em Para Dentistas, Público em geral, Veja como usar

No mercado, há infinitos modelos de escovas, cada uma especialmente desenhada para funções determinadas: existem aquelas feitas para bebês, outras para pessoas em uso de aparelhos ortodônticos, além dos modelos aparentemente normais mas que, ainda assim, trazem características diferenciadas.

Em meio a tantas opções, muitas vezes, o consumidor acaba se perdendo e até adquirindo um modelo que não é o ideal para a sua arcada. Para que isso não aconteça com você, confira aqui 7 escovas diferentes feitas para casos especiais:

Escovas infantis

Embora pareçam ter o mesmo formato das escovas normais, as escovas infantis contam com algumas adaptações específicas. Elas possuem uma cabeça menor e mais fina, cerdas arredondas, ultramacias e em maior quantidade, além de um cabo que facilita o manuseio da escova pela própria criança, garantindo uma escovação mais prazerosa e sem qualquer desconforto para os pequenos, desde o nascimento dos primeiros dentinhos, entre 5 e 9 meses de idade, até que apareçam os dentes permanentes, por volta dos 7 anos.

Escova ortodôntica

O aparelho fixo pode, muitas vezes, dificultar a escovação, criando regiões aonde a escova convencional simplesmente não consegue chegar. Para isso, a escova ortodôntica conta com duas fileiras de cerdas que realizam a limpeza de implantes e aparelhos ortodônticos de maneira mais eficiente.

Escova pós-cirúrgica

Após um implante dental, a retirada de um dente ou qualquer outro tipo de procedimentos cirúrgicos ou traumáticos na boca, a sensibilidade da gengiva exige um cuidado maior com a escolha da escova. O produto precisa trazer conforto e segurança, além de ser capaz de realizar uma limpeza adequada, por isso conta com cerdas ultramacias e uma cabeça menor, agindo de forma mais suave e menos dolorosa.

Escova interdental

Por terem um formato cônico ou cilíndrico, as escovas interdentais são ótimas para retirar placa bacteriana em regiões de difícil acesso, como os terceiros molares, o espaço entre os dentes e quando há o uso de aparelho fixo ou próteses. Quando usadas em conjunto com o passa fio, essas escovas contribuem para a escovação perfeita.

Escova unitufo

Com um formato especial em tufo único, essas escovas trazem vantagens semelhantes às interdentais, facilitando a limpeza de regiões de difícil acesso, aparelhos ortodônticos, próteses, pontes e da linha gengival, já que limpam os dentes de forma individualizada.

Escova para dentaduras

A limpeza da dentadura também merece atenção especial. As escovas feitas com esse propósito possuem cerdas regulares, com filamentos longos e potentes e um cabo flexível, que permite melhor limpeza da prótese em todos os ângulos e cantos.

Limpadores de língua

Embora algumas escovas possuam uma parte de trás para a limpeza da língua, elas não são as mais indicadas para essa função. O design dos limpadores de língua permite a limpeza sem provocar desconforto ou ânsias de vômitos, já que o ângulo da cabeça com o cabo é bem menor e seu formato acompanha o da língua.

O que não faltam são opções na hora de escolher a melhor escova para os diversos casos especiais. Na dúvida, porém, é sempre bom pesquisar a qualidade, escolhendo marcas confiáveis e que garantam a eficácia de todos os seus produtos.

Você já utilizou alguma dessas escovas especiais? Que diferenças ela fez? Ficou com alguma dúvida? Comente!

Publicações recentes

Deixe um comentário