A Odontologia no Cinema e TV.

 In Público em geral

Reprodução do post publicado em 4 de agosto de 2010 pelo Blog dicasodonto do competente Dr. Luiz Rodolfo Santos:

“Esse Post da Odontologia no Cinema e TV é um dos maiores sucessos deste Blog. Como muita gente comentou e deu sugestões, me senti na obrigação de fazer esta parte 3. Eu lembrei de mais alguns filmes que tinha qualquer referência à odontologia. Caso apareçam mais, claro, teremos as partes 4; 5 e etc, assim como Jogos Mortais, a Hora do Pesadelo e Sexta Feira 13!

– Jô Soares ? Personagem Dr. Turíbio; Bordão: ?Bocão? ? (Brasil, 1987) ? Comédia

O personagem engraçado de Jô Soares foi ao ar no programa Viva o Gordo. Ele usa uma dentadura como colar, e grita ?Bocããão? quando se empolga com as pacientes esbeltas que ele atende. Outro bordão bom dele é: ?Olha o Siso dela?Olha!?. Dentista tarado!

– The Wonders ? O Sonho Não Acabou (That Thing You Do, EUA, 1996) ? Drama, Musical

Esse filme foi lembrado pelo colega Dr. Marcelo de M. Lima. Obrigado, colega. Ele lembrou que um dentista que ?rouba? a namorada do baterista. Como sempre, os dentistas aprontando no cinema. Esse é um ótimo filme para quem gosta de musicais, com ótima atuação de Tom Hanks.

– Ecos do Além (A Stir of Echoes, EUA, 1999) ? Suspense/Terror

Acho esse um dos melhores filmes do gênero! Melhor que esse só ?O Sexto Sentido?. Há uma cena neste filme em que Kevin Bacon se olha no espelho e vê que um de seus dentes está meio mole. Aí ele pega no dente, dá uma mexida e o arranca com a mão mesmo. Não vou revelar mais nada sobre este ótimo filme e fica a dica para os dentistas que gostam de suspense e espíritos.

– A Promessa (The Pledge, EUA, 2001) ? Drama; Policial; Suspense

Eu acho esse filme espetacular. Porém, ele tem um final bem polêmico (um dos finais mais polêmicos que já vi). Não vou falar mais do final, mas vamos falar da linda Robin Wright Penn com o dente lascado. Ela aparece bem enfeiada com o incisivo quebrado quase pela metade. Depois, ela vai ao dentista e aparece com o dente arrumado. Tudo pago pelo Jack Nicholson, hehehe. Esse é assim: Ou você acha muito bom ou você odeia. Tenho certeza que as chances são que a maioria odeie. Mesmo assim, recomendo.

– Reine Sobre Mim (Reign Over Me, EUA, 2007) ? Drama

Adam Sandler perde sua família nos atentados de 11 de setembro e encontra um antigo amigo de infância, interpretado por Don Cheadle ?  um dentista. Algumas cenas se passam no consultório desse dentista. (Obrigado à colega Dra. Sindhy). É bacana ver esse filme, para ver Adam Sandler atuando muito bem em um papel sério.

– O Pastor (Saving God, EUA, 2008)  – Drama

Segundo o Dr. Rivaldo Junior ? ?O Pastor? faz uma breve menção: ?Um pastor querendo conversar com o outro e a assessora diz que é preciso marcar consulta, o primeiro pergunta se por acaso ele é dentista.? Esse eu não vi, portanto não posso fazer recomendações.

– A Orfã (Orphan, EUA, 2009) ? Terror; Suspense

Um filme bem do mequetrefe. Os mocinhos são extremamente burros e ingênuos e a tal da Órfã é um gênio do mal. Pior que fui ver esse filme achando que era algo sobre-natural, mas não tem nada do além. No final do filme, pule esta parte se for assistir ao filme, descobrimos que a Orfã é uma ?anã maluca? (eles falam que ela nasceu com um síndrome rara em que ela não se desenvolve normalmente e fica parecendo uma criança). Para se passar por criança ela usa uma mini dentadura (bem roubado) com dentes de criança. Óbvio que ficaria algo parecido com o Silvio Santos do Pânico na vida real (certo @tiodentista???). Na hora que ela tira os dentinhos de criança, revela um sorriso sujo e nojento, típico dos vilões psicopatas. Eles nem tem tempo de escovar os dentes, de tanta maldade que fazem por aí.

Lembrou de algum outro que não consta em nenhuma das 3 partes do Post? Comente e Participe!
Um Abraço,
Luiz Rodolfo”

Dica do Blogueiro do ADORO SORRIR:

Fica a nossa opinião ao grande amigo blogueiro do Dicas Odonto sobre a visão da odontologia no cinema. Normalmente ela é distorcida e apresentada um viés de procedimentos associados a dor e tortura – o que é absolutamente ultrapassado, discriminatório e contra a informação para a educação.

Lembrei do filme A Fantástica Fábrica de Chocolate – de Tim Burton – em que o pai do garoto (agora dono da Wonka Chocolates), era dentista e “traumatizou o então menino Willy Wonka com a sua ortodontia do ínicio do século passado”, que em nada tem relação com os tratamentos seguros praticados nos dias de hoje.

Faço votos de que a odontologia possa ser encenada de maneira mais justa e compatível com o seu grande momento técnico e científico.

Prof. Rodrigo Guerreiro Bueno de Moraes

Cirurgião-Dentista | Mestre em Odontologia pela Universidade Paulista | Membro da Sociedade Brasileira de Periodontia e da American Academy of Periodontology.

Recent Posts