Bactérias podem ser transmitidas pela boca ? risco ou mito?

 In Público em geral

Muitos estudos comentam sobre hábitos nocivos dos adultos com repercussão aos seus filhos. Matérias científicas e jornalísticas criticam a atitude de pais e cuidadores que beijam seus filhos na boca ou compartilham copos e talheres, potencializando a transmissão de bactérias, vírus e fungos causadores de inúmeros problemas ao bem estar das crianças.

Notadamente essa questão é importante e deve ser levada em consideração para auxilio a prevenção dos problemas de saúde que a odontologia enfrenta todos os dias, caso das gengivites, periodontites e cáries, para citar os mais frequentes, sem falar de herpes bucal, gripes, hepatites e outras doenças em que a troca salivar pelo beijo pode repercutir para o aumento de risco.

Tão ou mais importante do que essa questão é a da adoção de rotinas saudáveis pelos pais/cuidadores. Tal qual na questão da transmissibilidade, estudos são ainda mais veementes em citar que hábitos inadequados de higiene dos pais são seguidos por seus filhos, que os tomam de exemplo.

Como diria o velho comercial da TV, não basta ser pai tem que dar bons exemplos. Se você não utiliza escovas adequadas, não limpa os vãos dos dentes regularmente e não é detalhista na sua própria rotina de higiene bucal, o que esperar de quem é educado por você?

Recent Posts

Leave a Comment