Boca seca à noite pode ser o quê?

 In Público em geral

Muitas pessoas acordam de manhã com a sensação de muita sede. Apesar dessa situação ser normal em pessoas que têm o hábito de beber pouca água ao longo do dia, ter a boca seca à noite pode ser sinal de alguma alteração metabólica no seu organismo, você sabia?

No texto de hoje, vamos mostrar quando é preciso se preocupar com os sintomas de boca seca e por que eles surgem em determinadas situações. Venha conferir!

Por que podemos ter sintomas de boca seca à noite?

A boca seca (também chamada de xerostomia) é um sintoma que surge como consequência da deficiência na produção de saliva, seja ela momentânea ou a longo prazo.

Nem sempre os sintomas de xerostomia podem indicar um real problema na produção de saliva, mas eles podem ser consequências de algum fator corporal que influencia a presença desse líquido na região bucal.

Muitos profissionais relacionam o problema de boca seca à noite a alguns hábitos respiratórios, como a respiração bucal ou até mesmo o ronco, mas ele também pode ser causado por alguma doença ou interferência na produção salival.

Para identificar o porquê da presença dos sintomas de boca seca à noite, é preciso contar com a avaliação de um odontologista e de um otorrinolaringologista, que vão saber diagnosticar o real motivo dessa baixa de produção de saliva.

Quais são as causas desse tipo de sintoma?

Várias são as causas para que um indivíduo apresente sintomas de boca seca à noite. Algumas delas são:

Efeito colateral de doenças

Alguns quadros clínicos como a Diabetes Mellitus, a hipertensão arterial, algumas doenças autoimunes, o alcoolismo, a tuberculose, a AIDS, a fibrose cística, a hepatite C, Parkinson, Alzheimer e até a Síndrome de Down podem ter como uma de suas consequências a xerostomia, especialmente noturna.

Problemas emocionais

Uma das grandes doenças psicológicas da atualidade é o estresse, causado por nossa rotina cada vez mais exigente e com pouco espaço de tempo. Quadros causados pelo estresse, como a depressão, a ansiedade e o cansaço podem ter consequências importantes na produção das glândulas salivares, podendo desenvolver a xerostomia.

Uso de medicamentos

Alguns medicamentos utilizados no tratamento de doenças podem influenciar a produção salivar. Um tratamento medicamentoso que é, conhecidamente, responsável por quadros de xerostomia é a quimioterapia e a radioterapia (essa segunda, direcionada para tumores de cabeça e pescoço). Outros medicamentos que podem influenciar na produção de saliva são os antidepressivos, os ansiolíticos, antialérgicos, diuréticos, sedativos, anti-hipertensivos, relaxantes musculares e alguns remédios psiquiátricos.

Desidratação

Parece meio óbvio que a desidratação tem influência direta nos sintomas de boca seca à noite, mas esse quadro é causado não só pela falta de ingestão hídrica como também pela frequência de vômitos, de diarréia e de sudorese excessiva devido à falta de água no corpo.

Presença de tumores ou de lesões na região da cabeça e pescoço

A produção salivar pode ser influenciada por algum bloqueio físico ou lesivo na região das glândulas que são responsáveis pela excreção desse líquido. Tumores na região da cabeça e do pescoço podem comprimir os ductos salivares, assim como lesões nos nervos da cabeça (causados por ferimentos ou cirurgias) também podem alterar a capacidade de produção dessas glândulas.

Estilo de vida

O uso de tabaco, a baixa ingestão hídrica e a ausência da ingestão de vitaminas e minerais específicas podem influenciar na produção das glândulas salivares.

Respiração bucal

A respiração também tem influência direta nos sintomas de xerostomia. Se você apresenta dificuldades de respiração, precisando permanecer com a boca aberta, ou se tem problemas com ronco, a sensação de boca seca à noite pode surgir, já que o contato do ar com a superfície da língua pode influenciar a diminuição da produção de saliva.

Como tratar a boca seca a noite?

Tratar os sintomas de boca seca à noite pode ser uma tarefa simples ou bastante complexa, dependendo dos motivos que podem causar esses sintomas.

A primeira solução é sempre procurar pela causa principal do surgimento da xerostomia. Tratando esse problema, é bastante provável que os sintomas de boca seca desapareçam imediatamente.

Se a resolução da causa principal for algo a longo prazo (como por exemplo a presença de alguma doença ou alguma obstrução da glândula salivar), alguns métodos alternativos podem ajudar a reduzir os sintomas desconfortáveis de secura. Esses métodos contam com estímulo da mastigação (através de uma alimentação mais consistente e rica em fibras), com a utilização de medicamentos para estimular a produção salivar, com o estímulo a maior ingestão hídrica ou até com o uso de pastilhas salivares.

Apesar dessas terapias complementares serem importantes auxiliares na melhora dos sintomas da xerostomia, o melhor tratamento ainda é a resolução da causa principal da boca seca.

Você vem apresentando sintomas de boca seca à noite? Mesmo alterando seus hábitos de vida, ainda não percebeu melhora? Talvez essa seja a hora de consultar um profissional da odontologia ou da otorrinolaringologia para tentar entender qual é o problema que está causando essa consequência! Comente este post com suas dúvidas e experiências e participe da discussão!

PRODUTOS PARA BOCA SECA

Conheça

Recent Posts

Leave a Comment