Câncer de boca e de faringe no Brasil.

 In Profissionais da saúde

Câncer de boca: Prevenir é o melhor remédio

A incidência de câncer de boca e de faringe tem aumentado no mundo nas últimas décadas, acompanhando o aumento no consumo de tabaco e de bebidas alcoólicas. Em Porto Alegre, foram observadas altas taxas de incidência de câncer de boca, ajustadas por idade pela população mundial, em ambos os sexos (8,3 acometidos / a cada 100.000 habitantes homens e 1,4/100.000 mulheres),encontrando-se entre as mais elevadas do mundo. Em estudo conduzido para investigar a ocorrência de câncer de boca e de faringe em população residente nas cinco regiões do Brasil, verificou-se que a mais alta taxa de incidência, ajustada por idade pela população mundial, destes dois tipos de câncer combinados, encontrava-se em São Paulo, na região Sudeste do país (25,3 acometidos /a cada 100.000 habitantes homens e 4,9/100.000 mulheres), achado semelhante a outras regiões do mundo que apresentavam alta incidência destes cânceres. Cabe comentar que a mortalidade do câncer de boca em São Paulo permaneceu estacionada em níveis elevados durante o período de 1980 a 1998. Dados mais recentes do Ministério da Saúde (2003) demonstram que os maiores valores das taxas anuais de incidência, ajustadas por idade, de câncer de boca encontram-se, na população masculina, em São Paulo (7,6 acometidos /a cada 100.000 habitantes).

Fonte: Risco de câncer no Brasil: tendências e estudos epidemiológicos mais recentes
Maximiliano Ribeiro Guerra, Cláudia Vitória de Moura Gallo, Gulnar Azevedo e Silva Mendonça
Fonte: Revista Brasileira de Cancerologia 2005; 51(3): 227-234
Endereço eletrônico: http://www.eteavare.com.br/arquivos/81_392.pdf

Prof. Rodrigo Guerreiro Bueno de Moraes
Cirurgião-Dentista | Mestre em Odontologia pela Universidade Paulista | Membro da Sociedade Brasileira de Periodontia e da American Academy of Periodontology.

Recent Posts