Cinco “coisas” estranhas que podem arruinar sua vida sexual!!

 In Público em geral

A revista americana Counsel e Heal listou os cinco ítens que mais prejudicam a vida sexual das pessoas. De acordo com a matéria, os cinco tópicos a seguir são os principais responsáveis pelos problemas na vida dos que “se dão mal na cama”…

1. Pés Frios

Não são apenas os homens que precisam se aquecer as mulheres também precisam de um pouco de calor para iniciar a fase da excitação necessária ao ato sexual. Estudos anteriores descobriram que os pés frios podem impedir as pessoas de atingir o orgasmo. Um estudo realizado na Universidade de Groningen descobriu que metade dos participantes não foi capaz de chegar ao clímax sem o devido “aquecimento” do corpo.
No entanto, uma vez que os participantes aqueciam os pés, a taxa de sucesso do clímax subiu de 50 para 80%. Os pesquisadores explicam que o conforto e o calor dos pés são fundamentais para atingir o orgasmo, e que a região do cérebro associada com a sensação genital é bem próxima da região associado à sensação de pés.

2. Ausência de Higiene nos vãos dos dentes

O não uso do fio dental e das escovas interdentais pode afetar significativamente a vida sexual de um homem ou mulher para o pior. Não só pelo mau odor na respiração como no hálito. Estudos apontam que os homens negligentes com cuidados bucais desse porte, tendem a sofrer mais de disfunção erétil.
A falta de fio dental ou interdental aumenta a chance de uma pessoa para doenças graves das gengivas, por exemplo. Um estudo recente, publicado no Journal of Medicine Sex,  revelou que jovens com doença periodontal têm mais do que o dobro de chance de sofrer problemas na “HORA H” do que os bons em higiene bucal.
Dentes e Gengivas sem limpeza com fio dental e/ou interdentais, estão cheios de bactérias que podem entrar na corrente sanguínea e entupir os vasos sanguíneos, o que pode reduzir o fornecimento de sangue, entre outros órgãos, para o pênis. Essa observação baseia-se exclusivamente no que pondera a jornalista desse periódico divulgado entre outros pela resenha semanal da American Academy of Periodontology.

3. Posicionamento inadequado em motos e bicicletas.

Numerosos estudos têm demonstrado que a bicicleta pode destruir a vida sexual de um homem, aumentando seu risco de disfunção erétil e baixando a contagem de esperma. No entanto, uma nova pesquisa sugere que as mulheres também podem ser afetadas. Investigadores da Texas A & M Health Science Center descobriram que as mulheres que andam de bicicleta com um guidão mais baixo do que a sela, por mais de 10 quilômetros por semana sofrem de desconforto com a genitália.

4. Brinquedos eróticos tóxicos

Um estudo realizado pela Organização Holandesa para Pesquisa Científica Aplicada descobriu que sete de oito brinquedos sexuais analisados contêm altas concentrações de ftalatos, um produto químico industrial que torna o plástico macio e flexível. No entanto, os pesquisadores disseram que a exposição à ftalatos, especialmente através do trato genital, podem levar a sérios problemas de saúde, como níveis mais baixos de testosterona, contagem de espermas reduzida e até mesmo alguns tipos de câncer. Especialistas dizem que os brinquedos feitos de silicone de grau médico, metal, madeira ou vidro são significativamente mais seguros.

5. Odor fétido

O odor fétido exalado pelo corpo, boca e genitália pode limitar o estímulo sexual. Os pesquisadores explicam que a quando expostos a odores desagradáveis, sinais do nariz para o cérebro, são disparados como um gatilho, em um mecanismo de prevenção de doenças que ocorre inconscientemente, para notificar as pessoas a se protegerem.
Um estudo realizado na Universidade do Novo México, descobriu que as pessoas locadas em uma sala com odor fétido, em comparação com aqueles em um ambiente de cheiro normal, relataram significativamente maiores intenções de usar preservativos, durante uma entrevista sobre hábitos e preferências sexuais dirigidos a essa pesquisa.

Recent Posts

Leave a Comment