Coelhinho da Páscoa, que trazes pra mim?

 em Público em geral

Chegou a hora dos coelhos “botarem” ovos! Vem aí a Páscoa e, também, está chegando o Pessah (conhecido por muitos, como a Páscoa Judaica).

Além das reflexões e da religiosidade,uma outra paixão em comum, liga os povos das mais diversas crenças… O gosto pelas guloseimas!

O consumo de chocolate é cada vez maior no Brasil. O País já se tornou o terceiro maior produtor mundial desse doce e caminha para pontuar nesta lista, nos próximos anos.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria do Cacau, Chocolate, Amendoim, Balas e Derivados (Abicab), em 2010, foram consumidas mais de 562 mil toneladas desta “paixão nacional”. Produtores e comerciantes reconhecem que essas celebrações, representam uma das épocas em que as vendas mais crescem no Brasil e no mundo.

O que pode transformar o prazer em desconforto é a somatória entre o abuso na curtição dos doces, com a negligência nos cuidados com a boca.

Que a Semana Santa combina com a degustação de alguns chocolates, não há dúvida. Para não estragar a Páscoa e manter a saúde bucal, lembre-se de algumas coisas importantes para a sua orientação e de seus familiares:

1) Assim como no caso do álcool, os produtos açucarados deveriam conter o informativo “aprecie com moderação” nas suas divulgações e rótulos. Muitas doenças, além das cáries, tem no açúcar o seu “fiel escudeiro”.

2) O seu descanso de feriado, não pode ser combinado com as bactérias da sua boca, assim valorize a higiene bucal após as refeições com a mesma dedicação dos dias úteis.

3) A escolha do chocolate também é importante para a saúde bucal. Os meio amargos e ao leite têm menos açúcar e oferecem menos ?matéria-prima? para as bactérias da boca produzirem o ácido que causa a cárie. Os chocolates sem recheio também são menos prejudiciais, pois grudam menos no dente e são mais fáceis de serem removidos.

4) Se usar um aparelho ortodôntico ou prótese, redobre o cuidado, pois as peças coladas nos dentes aumentam as áreas de retenção dos alimentos, provocando, assim, maior acúmulo de resíduos de interesse a placa bacteriana.

5) Em caso de dúvidas, lembre-se que essa é uma boa hora para procurar o seu dentista e realizar aquele check – up, que lhe colocará em melhor situação para enfrentar esse “prazeroso desafio”…

No mais, curta a época e usufrua do melhor com a sua família ! Que o coelhinho lhe traga muitas e muitas alegrias!!!

Publicações recentes