Como ajudar crianças a superarem o medo de dentista?

 em Para seus filhos, Público em geral

Não é difícil encontrar crianças que têm medo do dentista, não é mesmo? Na verdade, não é difícil encontrar pessoas que sofram com o medo de dentista, seja criança ou adulto. É exatamente por isso que, geralmente, os próprios pais acabam passando o medo que eles têm para as crianças, mesmo sem perceberem.

Frases como “Se você não obedecer, vou te levar ao dentista e ele vai te dar uma injeção” ou mesmo “Vai doer só um pouco, qualquer coisa você grita” fazem com que a criança absorva a informação de que dentistas são ruins. Isso pode fazer com que a criança dificulte o tratamento ou até o recuse. Entretanto, independentemente do motivo do medo de dentista, nem tudo está perdido, pois alguns métodos podem ajudar as crianças a superá-lo. Confira abaixo!

Procure um odontopediatra

O médico mais apropriado para realizar o tratamento dentário em crianças é o odontopediatra. Esse profissional é especializado no atendimento de bebês e crianças, além de auxiliar as gestantes sobre como proceder na higiene bucal do bebê logo após o nascimento. Ele também poderá monitorar o nascimento dos dentes e realizar um acompanhamento da queda.

O odontopediatra tem conhecimentos de como lidar com as crianças e como realizar todos os procedimentos, sendo assim, ele poderá prevenir e controlar problemas da saúde bucal dos pequenos. Além disso, ele saberá como agir, mesmo que a criança tenha medo de dentista.

O medo do desconhecido é muito frequente e, no caso do dentista,  isso acontece quando a criança vai ao consultório sem saber exatamente que tipo de procedimento será feito. Por isso, uma das técnicas utilizadas por esses profissionais é fazer com que a criança acompanhe o tratamento, colocando espelhos para que ela saiba o que está sendo feito.

Consultório adaptado

Quando a criança se sente segura e confortável, as chances de que ela tenha medo de realizar o tratamento diminuem. Por isso, uma excelente opção é optar por um consultório que tenha brinquedos, exibição de filmes infantis na sala de espera, jogos, decoração infantil com paredes bem coloridas e outros elementos do universo dos pequenos.

Além disso, fazer analogias e referências ao mundo infantil e trabalhar com o lúdico são formas de fazer com que a criança entenda melhor o que está acontecendo. Para isso, é possível dizer frases como “É uma picada igual a da formiga” (sobre a anestesia) ou mesmo “o bichinho come o dente” (sobre a cárie).

Previna o medo de dentistas

A melhor solução para que as crianças não tenham medo de ir ao dentista é habituando-as a fazer o tratamento desde pequenas. O momento ideal para começar a levar a criança ao dentista é desde bebê, a partir do nascimento do primeiro dente de leite. Isso porque, como já dito, o acompanhamento com o odontopediatra pode prevenir muitos problemas, como as doenças causadas pela má higiene bucal.

Além disso, se os primeiros contatos com o dentista forem apenas para tratamentos leves, dificilmente a criança vinculará a imagem do dentista ao desconforto. Já quando ela é levada somente em situações mais graves, como quando estão com dor, por exemplo, o dentista não terá como evitar o motorzinho ou outros procedimentos que podem ser desconfortáveis. Isso pode levar a criança a acreditar que todas as vezes que ela for ao consultório terá de passar por essas situações.

Você tem medo de dentista ou conhece crianças que passam por isso? Conta pra gente aqui nos comentários!

kids zoo_post

Publicações recentes

Deixe um comentário