Como escolher uma escova de dentes para você?

 In Veja como usar

Dá para imaginar que as primeiras escovas de dentes eram feitas de materiais naturais (pelos de animais) e só anos mais tarde foram substituídas por cerdas de náilon? As cerdas artificiais são bem mais resistentes à água e ao atrito, e oferecem a vantagem de não acumular tanta sujeira. Hoje temos todo tipo de escovas à venda: dura, macia, cabeça arredondada, cerdas arredondadas, coloridas, etc. São tantos os modelos no mercado que isso acaba dificultando como escolher uma escova de dentes, não é mesmo?

Mas de nada adianta escolher a escova pelo melhor preço ou designer: a melhor escova é aquela capaz de limpar corretamente todos os cantos da boca e que possibilite mais conforto na hora da escovação. Lembre-se de que, para uma boa escovação, só é preciso técnica, não de força!

Você tem dúvidas na hora de comprar uma escova? Pois foi para isso que escrevemos este artigo: para você saber como escolher uma escova de dentes. Confira:

Conheça os tipos de cerdas

Se você acha que as escovas de cerdas duras limpam melhor, está muito enganado! Elas possuem um efeito abrasivo e provocam retração da gengiva — se você já tiver alguma sensibilidade, pode até agravar o problema. Prefira sempre as de cerdas macias, que não provocam danos no esmalte e nem machucam a gengiva.

As cerdas de pontas arredondadas e extra macias alcançam melhor os espaços entre os dentes e a gengiva, facilitando o trabalho do fio dental. As cerdas ultrafinas penetram sob a gengiva suavemente e devem ser utilizadas após cirurgias. Já as escovas de cerdas planas são as mais versáteis, pois removem a placa bacteriana ao mesmo tempo em que lustram os dentes.

Formato das cerdas

As escovas antiplacas trazem um formato que evita o crescimento da placa bacteriana e remove aquela sujeira mais difícil de sair. Suas cerdas se posicionam em níveis diferentes e alguns modelos têm cerdas afuniladas, o que faz com que os tufos alcancem os dentes do fundo da boca.

Nas escovas limpadoras, as cerdas são centrais e circulares, rodeadas de cerdas externas maiores que proporcionam melhor polimento, além de reter melhor o creme dental e remover as manchas.

Considere o tamanho e material do cabo

O cabo pode ser de plástico, borracha, reto ou angulado, mas o mais importante é o formato anatômico que dá sustentação à escovação. Os do tipo rugoso e emborrachado são os mais adequados, porque não escorregam e facilitam mais a pegada.

Limpador de língua

Você sabia que a sujeira depositada na língua, a saburra, é responsável pela maioria das queixas de mau hálito? Limpar a língua é tão importante quanto escovar os dentes ou usar o fio dental.

Algumas escovas contêm limpadores com pontos de borracha que são mais suaves e confortáveis, porém você precisará de uma escova extra reservada para a higienização desses limpadores. O mais eficaz é ter um limpador de língua separado.

Os limpadores em formato de arco são mais agressivos, mas promovem a sensação de melhor limpeza. E, por último, os de bolinhas enfileiradas têm um formato mais anatômico, mas podem causar náusea em algumas pessoas.

Tenha sempre em mente que os modelos de escova de cabeça pequena e de cerdas macias são os mais recomendados pelos dentistas. Troque a sua escova de dentes a cada 3 meses de uso, ou quando as cerdas já estiverem danificadas. Depois de uma gripe ou resfriado, também é recomendável substituir sua escova de dentes.

Gostou de nossas dicas de como escolher uma escova de dentes para você? Tem ainda alguma dúvida sobre o assunto? Deixe o seu comentário!

Recent Posts

Leave a Comment