Como lidar com a perda óssea no consultório odontológico?

 In Para Dentistas

Alguns pacientes podem chegar ao consultório com algum tipo de perda óssea. Saiba em quais casos isso mais ocorre e como lidar.

A perda óssea é uma disfunção comum em idosos que chegam ao consultório odontológico, mas pode ocorrer, também, em pessoas que sofrem com quadros de periodontite e osteoporose, entre outros.

Saiba, agora, quais são os avanços atuais no tratamento da perda óssea e como você deve orientar seus pacientes quanto aos cuidados de saúde bucal necessários para prevenir o problema.

Entenda a perda óssea e suas consequências

A perda óssea é um problema de saúde bucal que deve ser abordado com a máxima atenção na rotina do consultório odontológico.

Ela ocorre devido à diminuição da densidade do tecido ósseo que faz a sustentação dos dentes e pode ser percebida, durante a consulta, por meio de sinais como a mobilidade dos dentes, a formação de espaços entre os dentes e a existência de inflamações na gengiva.

A periodontite é, na verdade, uma das principais causas de perda óssea. Quando não é tratada da maneira correta, a infecção das gengivas leva à danificação do tecido ósseo, instalando o quadro de perda óssea.

A perda óssea tem como consequência mais grave a perda dos dentes e a deficiência na função mastigatória. A retração da gengiva, a sensibilidade dos dentes e o mau hálito são outros problemas causados pela diminuição do tecido ósseo que sustenta a arcada dentária.

Alguns pacientes necessitam de uma atenção maior em relação aos riscos da perda óssea, devido à existência de determinadas condições da saúde geral que podem favorecer o aparecimento desse quadro.

Vamos explicar melhor essa questão a seguir. Confira!

Saiba quais pacientes precisam de um acompanhamento cuidadoso

A perda óssea dentária é uma condição comumente associada aos casos de osteoporose e de diabetes, independente da idade e do sexo dos pacientes.

Em se tratando da osteoporose é importante lembrar que essa é uma condição particularmente comum durante a menopausa.

As mulheres grávidas também precisam de uma atenção especial no consultório odontológico, devido às alterações hormonais que acontecem durante a gestação.

Na gravidez, a gengiva da mulher tem um aumento no tamanho e na vascularização, o que pode levar ao aparecimento de quadros de gengivite gravídica e, consequentemente, à perda óssea.

Em todos esses casos, o dentista deve redobrar a atenção quanto aos sinais de perda óssea e reforçar os procedimentos preventivos, conversando com seus pacientes sobre os cuidados de saúde bucal necessários.

Oriente os seus pacientes sobre os cuidados essenciais

Quando houver inflamação da gengiva, com queixas de dor e sangramentos, vale a pena indicar o uso de uma escova de dentes com cerdas macias, para tornar a escovação menos agressiva. A escova interdental é uma boa opção para substituir o uso do fio dental.

Os cuidados com a higiene bucal devem ser mantidos durante todo o tratamento, que deve ser iniciado tão logo os primeiros sinais de perda óssea sejam identificados.

Conheça, agora, os principais métodos de tratamento da perda óssea e como deve ser feita a prevenção desse problema.

Conheça os avanços no tratamento da perda óssea

O primeiro passo é garantir a limpeza de toda a área afetada pela periodontite. A partir de então, é possível iniciar a abordagem para recuperar o tecido ósseo, por meio de diferentes técnicas.

O enxerto ósseo é o procedimento mais conhecido e usado, sendo que o tecido ósseo enxertado pode ser retirado do próprio paciente, ou conseguido a partir de materiais biocompatíveis.

Na atualidade, surgiram avanços no tratamento da perda óssea. A regeneração óssea guiada por laser e o uso de medicamentos desenvolvidos para o tratamento da osteoporose são duas das práticas mais recentes.

A prevenção em saúde bucal continua sendo uma prioridade para os dentistas. É preciso garantir o aprendizado dos hábitos diários e manter a qualidade dos procedimentos de limpeza bucal realizados no consultório.

Você tem alguma dúvida sobre como lidar com os quadros de perda óssea na rotina do seu consultório odontológico? Deixe sua pergunta nos comentários!

Recent Posts

Leave a Comment