Conheça os sinais e sintomas do bruxismo

 In Público em geral

O bruxismo é uma desordem funcional caracterizada por um distúrbio de movimento — ranger ou apertar dos dentes — geralmente relacionado ao sono. Com uma prevalência de cerca de 15% entre crianças, o bruxismo afeta tanto homens quanto mulheres e tende a melhorar durante a adolescência, mas pode se manter durante toda a fase adulta.

Quer aprender mais sobre os sinais e sintomas do bruxismo que podem indicar que seu paciente apresenta essa condição? Confira nosso post!

O que é bruxismo?

Como já mencionamos, o bruxismo é considerado um distúrbio do movimento no qual o paciente range e aperta os dentes. Na maioria dos casos, isso ocorre durante o sono e se resolve ao acordar, mas também pode ocorrer durante o dia, recebendo o nome de briquismo.

O que causa o bruxismo?

O bruxismo é uma condição multifatorial provocada por fatores genéticos, emocionais e ambientais. Assim, indivíduos com má oclusão, estressados, com personalidade competitiva e com alto consumo de substâncias estimulantes têm uma chance maior de apresentar o problema.

Distúrbios psiquiátricos como depressão e ansiedade, distúrbios do movimento como doença de Parkinson e o uso de antidepressivos ou medicamentos que interferem na transmissão dopaminérgica também podem estar associados ao bruxismo.

Qual a consequência do bruxismo?

À medida que o distúrbio se torna rotina, todo o sistema estomatognático é afetado: o ranger dos dentes vai desgastando o esmalte, reduzindo a fixação das raízes dos dentes e provocando alterações na mandíbula, na maxila, na gengiva e na articulação têmporo-mandibular (ATM).

Quais os sintomas do bruxismo?

O aumento da pressão nos vasos que irrigam os dentes e a sobrecarga da musculatura responsável pela mastigação fazem com que o paciente se apresente com as seguintes queixas:

  • Dor de cabeça;
  • Dor e zumbido no ouvido;
  • Dor no pescoço;
  • Dor na mandíbula e na maxila;
  • Dor nos músculos da face e da mastigação;
  • Alterações no sono;
  • Emissão de sons e ruídos durante a noite;
  • Dentes sensíveis;
  • Sensação de queimação da língua.

Quais sinais são visíveis ao exame odontológico?

A partir do exame feito pelo dentista, é possível observar as seguintes alterações:

  • Desgaste da superfície dos dentes, afetando o esmalte e/ou a dentina, com formação de trincas e pontos de erosão;
  • Fraturas da coroa e de restaurações;
  • Estalos da ATM ao abrir ou fechar a boca;
  • Instabilidade na fixação dos dentes;
  • Lesões e cicatrizes na parede da cavidade oral;
  • Perda óssea ao exame de imagem;
  • Hipertrofia da musculatura da face;
  • Pericementite;
  • Abscesso periodontal;
  • Pulpite e perda do dente, em casos mais graves.

Como diagnosticar o bruxismo?

O diagnóstico de bruxismo é clínico, podendo ser feito apenas com a anamnese e o exame físico. No entanto, a polissonografia pode ser útil para determinar o grau do distúrbio e orientar melhor o tratamento.

Como tratar o bruxismo?

A abordagem conjunta do dentista, do psiquiatra e do psicólogo é a mais eficaz para a resolução do quadro. O primeiro passo é identificar a causa do bruxismo e resolvê-la, corrigindo a má oclusão comaparelhos ortodônticos e encaminhando o paciente para a psicoterapia, para alívio do estresse.

Para proteção dos dentes, é comum o uso de placas interoclusais de silicone ou acrílico à noite. As placas promovem o relaxamento da musculatura da boca e previnem o ranger. Para alívio da dor pode-se usar analgésicos comuns e, em casos de dor refratária, pode ser feita a aplicação de toxina botulínica para alívio da contração muscular.

Estimular mudanças de hábitos de vida também são importantes, como prática de esportes, realização de atividades de relaxamento e eliminação de hábitos orais repetitivos como mascar chicletes ou morder objetos. Já doenças como depressão e transtorno de ansiedade generalizada podem precisar de medicação para controle.

Entendeu quais os sintomas do bruxismo? Agora confira mais sobre como o bruxismo pode causar zumbido no ouvido!

Recent Posts

Leave a Comment