Conheça os tipos de anestesias odontológicas

 em Dia-a-dia, Público em geral

Muitas pessoas ainda sentem-se inseguras quanto aos tipos de anestesias odontológicas, mesmo sabendo que não é preciso sentir dor durante os procedimentos realizados pelo dentista.

Será que a aplicação da anestesia dói? Será que a substância usada pelo dentista é a mais indicada?

Esclareça, agora, essas e todas suas outras dúvidas com esse conteúdo especial que preparamos para o artigo de hoje. Confira!

Formas e indicações das anestesias em saúde bucal

No consultório odontológico, o mais comum é a utilização das anestesias locais. Procedimentos que exigem anestesia geral, envolvendo sedação do paciente, são mais invasivos e exigem a presença de uma equipe multidisciplinar, composta pelo cirurgião buco-maxilo-facial e pelo médico anestesista.

É o próprio dentista que faz a aplicação do anestésico, tranquilizando o paciente quanto à ausência de dor durante toda a consulta.

Para isso, o dentista pode utilizar uma injeção ou optar pelos anestésicos tópicos em forma de gel ou creme, que são colocados sobre o local a ser anestesiado apenas com o uso dos dedos.

Muitas pessoas acreditam que a aplicação da anestesia por meio da agulha é dolorida, mas o incômodo causado pela injeção é pequeno e momentâneo.

É possível, nesses casos, optar pela utilização de outros tipos de anestesias odontológicas, mais indicados para quem tem medo do dentista.

Outros tipos de anestesia

O óxido nitroso é um gás que possui propriedades anestésicas e relaxantes. O dentista faz a aplicação do gás por meio de um equipamento específico, promovendo a sedação do paciente e fazendo com que, em alguns casos, nem seja preciso usar a injeção de anestésico.

Alguns profissionais oferecem a possibilidade da hipnose, que pode ser utilizada juntamente com a injeção de anestésico ou até mesmo ser a única opção para deixar o paciente mais calmo durante um procedimento odontológico simples.

A escolha entre os tipos de anestesias odontológicas vai depender de alguns fatores, conforme você verá agora.

Fatores que influenciam a escolha da anestesia odontológica

Avaliando as necessidades de tratamento, bem como o histórico de saúde bucal e as condições gerais de saúde, o dentista vai escolher, entre os tipos de anestesias odontológicas, aquela mais adequada para cada paciente.

A anestesia local é indicada para os procedimentos de extração de dentes, tratamento de canal e restauração de cáries, por exemplo.

Conversando com o seu dentista, você poderá sentir-se mais seguro e perder todo o receio em relação aos tipos de anestesias odontológicas, conhecendo, inclusive, os efeitos colaterais provocados pelas substâncias anestésicas.

Efeitos colaterais de alguns tipos de anestesias odontológicas

As anestesias odontológicas, como todo medicamento, podem causar alguns efeitos colaterais.

A dormência não apenas na região anestesiada, mas em todo o rosto é bastante comum. Ainda que seja uma anestesia local, podem surgir incômodos temporários como a dificuldade para piscar ou para movimentar os lábios.

É comum surgir um pequeno hematoma, às vezes acompanhado de inchaço local, se forem rompidos pequenos vasos sanguíneos durante a aplicação do anestésico.

O hematoma, assim como a dormência e o inchaço, tendem a desaparecer em algumas horas. Caso isso não aconteça, é preciso consultar novamente o dentista.

Pessoas que sofrem de hipertensão arterial e arritmia cardíaca ou que possuem alergia a qualquer uma das substâncias usadas nos diferentes tipos de anestesias odontológicas, devem comunicar isso ao dentista antes da consulta.

Pronto! Agora você já sabe quais são os tipos de anestesias odontológicas e pode fazer seus tratamentos ou cirurgias com mais segurança e tranquilidade.

Para continuar por dentro dos principais temas em saúde bucal, continue com a gente e confira agora, em outro artigo do nosso blog, quais são os cuidados mais importantes no tratamento da gengivite.

Publicações recentes

Deixe um comentário