Correlação entre uso de contraceptivos injetáveis e doença periodontal.

 em Profissionais da saúde

Um estudo publicado no Journal of Periodontology descobriu que os usuários, atuais e antigos, do contraceptivo acetato de medroxiprogesterona (DMPA) aumentaram os registros de problemas periodontais em comparação com as mulheres que nunca usaram.

O site da American Academy of Periodontology destaca um artigo, publicado em 2012, aonde os anticoncepcionais injetáveis (à base de progesterona) podem se associar à complicações das gengivas e de todo o periodonto.

O estudo descobriu que mulheres que utilizaram ou utilizam, a versão injetável desta medicação, são mais propensas a ter indicadores pobres de saúde periodontal, incluindo gengivite e periodontite, do que as mulheres que nunca tomaram o  contraceptivo injetável.

O DMPA é um contraceptivo de longa duração, previsto para ser administrado, pela via intramuscular, a cada três meses.

Os dados para este estudo, foram obtidos a partir dos conjuntos de dados NHANES 1999-2004, de uso público nos Estados Unidos da América.

Informações do Estudo: Taichman, L. S., Sohn, W, Kolenic, G. & Sowers, M. (in press). Depot Medroxyprogesterone Acetate Use and Periodontal Health in United States Women Ages 15-44.

Para ler a matéria completa acesse: http://migre.me/8lqCl

Publicações recentes