Dentes amarelos: confira 3 dicas incríveis para evitá-los

 In Dente Amarelo, Dia-a-dia, Público em geral

Quem acredita que dentes brancos são apenas uma questão de estética nunca passou pelo constrangimento de não poder sorrir por ter dentes amarelos ou manchados. Na verdade, a tonalidade dos dentes é determinada por motivos genéticos e pode ser modificada por uma série de fatores, desde o uso de medicamentos (como antibióticos) até traumas e problemas bucais.

Mas a beleza do sorriso vai muito além da questão estética, podendo afetar profundamente a autoimagem e a autoestima. Para exibir um sorriso branquinho e saudável, muitas pessoas recorrem a tratamentos clareadores, tanto caseiros quanto feitos por profissionais. Realmente, esses procedimentos podem ter ótimos resultados, diminuindo a coloração dos dentes em vários tons.

Porém, existem algumas dicas simples e práticas que ajudam na prevenção de manchas e do amarelamento dos dentes, prolongando o resultado dos tratamentos e garantindo um sorriso saudável e bonito — sem dentes amarelos. Confira:

1 – Evite alimentos e bebidas causadores de manchas

Nossos hábitos alimentares afetam os dentes muito mais do que imaginamos. Algumas bebidas ou alimentos de coloração escura, por exemplo, penetram no esmalte dos dentes e diminuem sua brancura, gradativamente. Alimentos e bebidas ácidas, por outro lado, podem causar erosão no esmalte dentário, tornando-o mais fino e expondo a dentina, que tem coloração amarelada.

Entre os alimentos e bebidas que aumentam a chance de dentes amarelos, podemos citar:

  • café;
  • chá preto ou mate;
  • vinho tinto;
  • refrigerantes;
  • molho de tomate;
  • chocolates;
  • beterraba;
  • açaí.

Não é necessário excluir totalmente esses itens da sua alimentação, apenas consumi-los com moderação, evitando exageros, especialmente após tratamentos dentários ou clareamentos.

2 – Tenha uma boa higiene bucal

Bons hábitos de higiene bucal não previnem apenas o mau hálito e as cáries, mas também são eficazes na prevenção do amarelamento dos dentes. A placa bacteriana, por exemplo, tem coloração amarelada, e seu acúmulo pode tornar os dentes amarelos. Com o passar do tempo, o acúmulo de placa pode levar a formação de tártaro, tornando os dentes ainda mais escurecidos.

Por isso, é importante escovar os dentes ao menos três vezes por dia, utilizar o fio dental e um enxaguante bucal, quando indicado pelo dentista, e caprichar ainda mais na higiene antes de dormir ou após consumir alimentos que escurecem os dentes.

3 – Não fume

O cigarro está entre os maiores responsáveis pelo amarelamento e aparecimento de manchas escuras nos dentes, trazendo diversas consequências para a saúde do corpo e dos dentes. As substâncias presentes em sua composição alteram a tonalidade dos dentes, além de contribuir para o desenvolvimento da doença periodontal. Os danos ao esmalte dos dentes é tão extenso que muitas vezes nem mesmo os clareamentos profissionais conseguem reverter o escurecimento da dentição.

Para devolver a brancura aos dentes ou deixá-los livres de manchas, existem diversas opções de clareamento dental. A maioria delas usa uma solução de peróxido de hidrogênio para diminuir o tom amarelado e tornar o sorriso branco e natural.

Para indicar a melhor tipo de clareamento para cada caso, é essencial o acompanhamento e supervisão de um dentista, mas se você ainda tem dúvidas a respeito do procedimento, não deixe de ler nosso artigo: Clareamento dental: estética ou saúde? Um sorriso livre de dentes amarelos é um bom motivo para sorrir, não é mesmo?

Recent Posts

Leave a Comment