Diabetes e odontologia: mitos e verdade sobre essa relação

 em Diabetes, Público em geral

A diabetes é uma das doenças que mais atinge pessoas em todo o mundo. O crescimento de sua incidência, especialmente nas populações ocidentais, é uma consequência da ingestão excessiva de calorias associada à baixa prática de atividades físicas, que são fatores determinantes no desenvolvimento da diabetes tipo II, já que favorecem o aumento da circulação de açúcar na nossa corrente sanguínea.

A outra manifestação da diabetes, chamada de tipo I, é desenvolvida através da presença de fatores genéticos que inibem a produção de insulina pelo organismo e, por esse motivo, aumentam a circulação de glicose no sangue.

Independentemente da origem ou do tipo de diabetes desenvolvido, já se sabe que a presença dessa doença pode aumentar a incidência de problemas na saúde bucal do paciente. Porém, entre as informações sobre a diabetes e a odontologia que são verdadeiras, também há muitas que podem ser falsas! Descubra de uma vez por todas o que é mito e o que é verdade na relação entre diabetes e odontologia lendo este artigo!

A diabetes pode causar mais cáries: verdade

Pacientes com diabetes têm maior nível de glicose circulante no sangue, o que causa um maior acúmulo de açúcar em várias regiões do corpo, e essa elevação dos níveis de glicose pode afetar a arcada dentária, favorecendo a formação de cáries. Por esse motivo, o diabético deve ter cuidado duplicado com a sua saúde bucal para evitar complicações.

A diabetes pode complicar a cicatrização de cirurgias bucais: verdade

Uma das consequências da diabetes descontrolada é a dificuldade de cicatrização de tecidos do organismo, já que o excesso de açúcar pode prejudicar a formação de novas células.

Da mesma maneira que essa dificuldade é um problema para grandes e pequenas cirurgias realizadas em pacientes diabéticos, ela também pode interferir na recuperação do indivíduo que passou por uma extração dentária, o posicionamento de um implante ou uma simples limpeza mais profunda da arcada dentária. Por isso, é importante que o paciente com diabetes tenha atenção com o controle dos seus níveis de glicemia, especialmente quando precisar realizar alguma intervenção na região bucal.

Fazer o tratamento odontológico é suficiente para não ter mais problemas: mito

Como vimos, o paciente com diabetes está mais susceptível a sofrer com as consequências da doença na sua saúde bucal. Porém, muita gente acredita que, após qualquer tratamento com o dentista o seu organismo estará livre do risco de desenvolver outros problemas na região. Mas essa situação, infelizmente, é falsa.

O tratamento odontológico é somente uma etapa dos cuidados essenciais para a saúde bucal do diabético, sendo que a maior parte desse cuidado é preenchida pelo controle de todos os sintomas da doença como, por exemplo, a elevação da glicose sanguínea.

O dentista precisa saber que eu tenho diabetes: verdade

A diabetes e a odontologia têm uma relação muito próxima, por isso, se você apresenta sintomas da doença, você deve informar essa situação para seu odontologista logo na sua primeira consulta. O profissional que está orientado em relação ao quadro clínico de seu paciente vai ser mais capaz de evitar complicações particulares relacionadas à sua saúde bucal.

Para evitar problemas é só parar de comer açúcar: mito

O tratamento da diabetes vai muito além do controle da ingestão diária de açúcar do paciente: ela pode estar relacionada com outros fatores como a prática de atividades físicas, a ingestão correta dos medicamentos e também o controle do consumo de calorias.

Para que o paciente com diabetes consiga cessar o surgimento de problemas bucais relacionados à doença, ele deve dar muita atenção à qualidade da sua higiene bucal e deve tomar todas as atitudes necessárias para controlar a diabetes.

A diabetes causa problemas gengivais: verdade

Sim. Assim como a diabetes é responsável pelo aumento da incidência de cáries em um indivíduo, ela também pode aumentar o risco do desenvolvimento de outras doenças bucais, já que a elevação dos níveis de glicose podem interferir na qualidade da nossa resposta imune. Gengivites, acúmulo excessivo de tártaro e outras inflamações bucais surgem com mais facilidade em indivíduos com essa doença.

O tratamento da diabetes e a odontologia devem caminhar sempre juntos em prol do bem-estar e da saúde do indivíduo que apresenta os sintomas da doença. Quando o cuidado odontológico e o controle da glicemia são feitos com sucesso, o diabético pode ter uma vida mais saudável e sem complicações.

Você é diabético ou tem parentes e amigos que têm diabetes? Já conhecia esses mitos e verdades sobre diabetes e odontologia? Confira também nosso post com 3 cuidados que o paciente diabético deve ter com sua saúde bucal e aproveite para compartilhar suas dúvidas com a gente nos comentários!

bioxtra_post

Publicações recentes
Showing 2 comments
  • maria marcia dos santos silva
    Responder

    quanto tempo eu posso ficar sem ir ao dentesta .

    • TePe
      Responder

      O ideal é que você vá periodicamente. Escolha um profissional de confiança e passe a se consultar com ele e siga suas instruções.
      Grande abraço,

Deixe um comentário