Dicas de Saúde Bucal para a melhor idade.

 In Público em geral

No Brasil e no mundo, as pessoas estão vivendo mais graças as evoluções no acesso a saúde. O contraponto é que a sociedade caminha no pensamento de quantidade de vida, com qualidade. Esse é o conceito moderno de atenção à saúde.
Se essas questões estiverem diretamente associadas, especialmente para os adultos mais velhos, estaremos mais próximos das metas traçadas pela OMS e outras entidades de classe da saúde.

Atualmente, mais idosos conseguem manter seus dentes, por toda a vida, do que a uma década. No entanto, estudos indicam que os idosos têm as maiores taxas de doença periodontal (aquela que destrói os tecidos de suporte e proteção dos dentes), precisando fazer mais para manter uma boa saúde bucal.

Seja qual for a sua idade, é importante manter sua boca limpa e saudável. E é fundamental saber o seu estado periodontal (ou das gengivas e do osso ao redor dos dentes).

Você sabia que:

– Pelo menos metade das pessoas com mais de 55 anos de idade têm periodontite (estágio mais avançado da doença periodontal).

– Quase um em cada quatro pessoas com 65 anos ou mais, perderam todos os dentes (incluíndo razões relacionadas com a doença periodontal).

– Retração do tecido da gengiva afeta a maioria das pessoas idosas.

– A doença periodontal e as cáries são as principais causas de perda dentária em adultos de mais idade.

Algumas pessoas não percebem que a saúde bucal  “não é apenas importante para manter um sorriso bonito ou para estar apta a comer um milho”, por exemplo.

Uma boa saúde bucal é essencial para a qualidade de vida.  Abaixo estão algumas das razões:

– Cada dente na boca desempenha um papel importante na fala, mastigação e  manutenção do alinhamento dos outros dentes.

– Uma das principais causas de falhas em próteses dentárias fixas é a infecção, que pode se instalar nos dentes que seguram essas estruturas, especialmente nas pessoas com doença periodontal.

– Pessoas com dentaduras ou dentes soltos sentem dificuldades com a alimentação. Sofrem com a mordida em frutas frescas e legumes – que podem se tornar difíceis e dolorosas. Isso pode favorecer, inclusive, a mal nutrição dos mais idosos – o que prejudica a saúde dessa parcela crescente da população.

– A maioria dos homens e mulheres com 65 anos, ou mais, relatam que um sorriso é muito importante para a aparência de uma pessoa.

– E, talvez o mais importante, as pesquisas recentes tem avançado a ideia de que a doença periodontal está ligada a uma série de problemas de saúde importantes, tais como doença cardíaca, acidente vascular cerebral, doenças respiratórias e diabetes.

Enquanto a probabilidade de desenvolver doença periodontal aumenta com a idade, a boa notícia é que novas pesquisas sugerem que essas taxas mais altas podem estar relacionadas com outros fatores de risco que não a idade.

Assim, a doença periodontal não é um aspecto inevitável do envelhecimento. Os fatores de risco que podem tornar as pessoas da melhor idade mais suscetíveis a esse quadro bucal indesejado são: – a falta de cuidados com a boca, o estado geral de saúde, o estado imunitário diminuído, o uso em excesso de medicamentos e drogas (ex. cigarro), a depressão, a memória piorada, o fluxo salivar diminuído, as limitações funcionais e as mudança na situação financeira.

Prevenção das Doenças Periodontais

Mesmo que você tenha conseguido evitar a doença periodontal, até agora, é especialmente importante para a manutenção desse “status de saúde” o seguimento de uma rotina de cuidado meticuloso com você e com a sua boca.

Retrações dos tecidos das gengivas e osso de suporte dentário afetam uma grande parcela das pessoas idosas. Esta condição expõe as raízes dos dentes e os torna mais vulneráveis a cáries e a novas complicações periodontais.

Para manter seus dentes por toda a vida, você deve remover a placa bacteriana dos dentes e das gengivas, a cada dia, higienizando com eficiência a linha de união dessas estruturas da boca.

Com a escovação adequada e o uso do fio dental e/ou escova interdental as pessoas atingem esses objetivos.

Visitas regulares ao dentista são complementos importantes desse hábito. A  eficácia na limpeza diária vai ajudar a manter a formação de pouco ou nenhum depósito de cálculo (ou tártaro) ao redor dos dentes e implantes.

Mesmo assim, uma limpeza profissional, pelo menos duas vezes por ano, é fundamental para remover o tártaro dos lugares em que, eventualmente, a sua escova de dentes e fio dental podem ter faltado, bem como para mapeamento e monitoramento do estado bucal dos que vivem a melhor idade.

Se você tiver problemas de destreza ou uma incapacidade física, você pode achar que é difícil de usar a sua escova de dentes ou o fio dental, seu dentista ou periodontista pode sugerir opções como uma escova de dentes elétrica ou escovas interdentais que permitam um manuseio mais simples e vantagens na limpeza dos vãos dos dentes.

Assim, a melhor idade fará jus ao bonito título !

Recent Posts