Entenda as peculiaridades da higiene bucal dos idosos!

 em Para idosos, Profissionais da saúde

Com o avanço da idade, nosso metabolismo fica mais lento e nossa capacidade de realizar reações de manutenção e proteção do organismo se torna cada vez menor, por isso é natural sofrer as consequências do envelhecimento como alterações celulares, resposta imunológica reduzida e baixa capacidade de absorver nutrientes.

Essas mudanças fisiológicas e biológicas encontradas no idoso também atingem a qualidade da sua saúde bucal, já que os dentes e as mucosas da região também sofrem as consequências naturais dessa fase da vida. Por esse motivo, o atendimento odontológico ao idoso deve ser diferenciado e visar o tratamento dos problemas mais comuns nessa faixa etária.

Conheça um pouco mais sobre as peculiaridades da higiene bucal dos idosos no nosso artigo de hoje!

Maiores chances de desenvolver cáries e doenças periodontais

Com redução natural da resposta imunológica, os dentes e a gengiva do idoso estão mais suscetíveis a infecções, inflamações e doenças características da região. Por esse motivo, a atenção com a higiene bucal, a frequência das escovações e das visitas ao dentista devem ser maiores.

Outro fato interessante observado no envelhecimento é o início de um processo natural de retração da gengiva, expondo as raízes dos dentes e aumentando o risco do desenvolvimento de doenças. A higiene bucal e tratamentos odontológicos específicos para esses casos podem ajudar a controlar o desconforto.

Sensação de boca seca

Idosos regularmente se queixam de sensação de boca seca, situação que é causada pela baixa capacidade de produção salivar nessa fase da vida e que aumenta o risco de desenvolvimento de doenças orais como as cáries e as periodontites.

A xerostomia pode ser tratada com a ajuda de um dentista, utilizando saliva artificial ou outros métodos para aumentar a umidade na região oral e reduzindo os riscos de desenvolvimento de cáries e inflamações oportunistas na região.

Necessidade de implantes e próteses

A queda de dentes é uma situação natural encontrada em idosos, especialmente com idade muito avançada, já que suas estruturas ósseas se encontram mais frágeis e sensíveis, com menor capacidade de sustentar as raízes de todos os dentes.

Graças a essa situação, o idoso é um dos pacientes que mais frequentam os consultórios de cirurgiões dentistas para utilizar próteses, implantes, coroas e pontes, como uma alternativa para melhorar a estética e a funcionalidade da arcada dentária. O cirurgião dentista, entretanto, deve ser especialista no cuidado com idosos, já que esses indivíduos apresentam respostas diferentes a procedimentos invasivos e ao contato com suas estruturas ósseas fragilizadas.

Aumento da sensibilidade dos dentes

Além de apresentar maiores índices de xerostomia, queda de dentes e infecções na região, os idosos também sofrem com um aumento natural da sensibilidade dos dentes com o avanço da idade. Essa sensação de dentes sensíveis é uma consequência da retração gengival e da diminuição da proteção no esmalte dental, deixando a região dolorida com o contato com bebidas ou alimentos frios, quentes e doces.

Para tratar a sensibilidade, o dentista pode contar com a ajuda de cremes dentais que protegem o esmalte dentário do contato com os agentes irritantes da região.

Maior presença de doenças crônicas

Idosos são indivíduos que, naturalmente, apresentam maiores riscos de desenvolver doenças crônicas como a diabetes, o câncer e a osteoporose, que atingem diretamente a qualidade da saúde bucal.

O dentista que trata um idoso deve estar atento a sintomas e situações clínicas características dessas doenças, para orientar melhor seus pacientes sobre os cuidados com a higiene bucal em cada situação. O acompanhamento de um médico nessas situações também pode ajudar a melhorar a resposta ao tratamento odontológico nesses pacientes.

Como o idoso apresenta várias peculiaridades relacionadas à sua saúde bucal, o cuidado com a higiene nesses pacientes deve ser redobrado. As técnicas de escovação devem ser respeitadas, assim como a regularidade dessa prática e as visitas cada vez mais frequentes ao consultório do dentista.

Você já percebeu sintomas naturais do envelhecimento na sua saúde bucal? Ficou interessado em saber mais sobre esse assunto? Confira outros artigos do nosso blog!

special care_post

Publicações recentes
Showing 2 comments
  • Tereza Neuma Castro de Lacerda
    Responder

    Há muitos anos uso as escovas TePe para mim é toda minha família inclusive meus netos . Todas as vezes que vou a Stockolm trago para todos Adoro

    • TePe
      Responder

      Olá Tereza! Nossos produtos são desenvolvidos pensando na saúde bucal de cada um de nossos consumidores. Agradecemos pela preferência e confiança.

Deixe um comentário