Entenda o que deixa os dentes da frente separados

 In Dia-a-dia, Público em geral

Ter dentes separados na parte da frente tem um motivo. Descubra o porquê isso ocorre e como funciona o tratamento.

Algumas pessoas, por motivos fisiológicos ou patológicos, apresentam os dentes da frente separados, o que é chamado de diastema dos dentes frontais.

Na maior parte das vezes, os dentes da frente separados não significam nenhum tipo de problema de saúde, mas algumas pessoas consideram que essa característica é ruim do ponto de vista estético, ainda que existam diversos ícones de beleza que apresentem a diastema dos dentes frontais.

Neste artigo, explicaremos melhor o que causa essa separação dos dentes e quais as opções de tratamento quando eles forem um problema para a pessoa. Boa leitura!

O que causa a separação dos dentes?

A diastema pode ocorrer em qualquer parte da arcada dentária, apesar de ser mais comum e visível nos dentes da frente. As causas para essa condição podem ser variadas, sendo que o mais usual é a desproporcionalidade entre o tamanho dos maxilares e o tamanho dos dentes, uma questão genética.

Se os dentes forem muito pequenos, o maxilar muito grande ou uma combinação de ambos, a diastema provavelmente acontecerá. Além disso, a ausência da erupção de algum dente na boca também pode fazer com que eles se afastem.

Uma outra causa para os dentes separados é a inserção baixa do freio labial, que pode bloquear o espaço entre os dentes, impedindo que eles se encostem.

Entre as causas menos frequentes para a diastema, está um distanciamento após o tratamento com aparelho ortodôntico, a sucção exagerada do dedo na infância, a pressão da língua por uma atividade anormal na dicção ou deglutição, doenças dentárias e periodontais e traumas na região.

O que fazer com os dentes da frente separados?

Na maior parte das vezes, os dentes da frente separados não precisarão de tratamento. A exceção é se existir algum comprometimento da dicção e de outras funções da arcada dentária, o que é mais provável se a causa for um trauma.

O que precisa ser tratado não são os dentes separados em si, mas sim a causa: o tratamento fonoaudiólogo pode resolver a atividade anormal da língua e problemas de dicção, por exemplo. E a doença periodontal precisa de tratamento rápido e efetivo para se evitar a perda da gengiva completa e dos dentes.

Também vale ressaltar que quando a diastema acontece em outros dentes que não são os da frente, como entre os molares, ela se torna um problema bem mais significativo, pois o local pode prejudicar a mastigação e se tornar um depósito de resíduos, aumentando o risco de cáries. Nesses casos, o tratamento é muito recomendado.

Para quem enxerga a diastema como uma falha estética, o primeiro passo antes do tratamento é considerar a aceitação. Celebridades que são símbolo de beleza como Madonna, Brigitte Bardot, Hayley Williams e Georgia Jagger chamam atenção com seus dentes da frente separados.

Quem ainda assim estiver determinado a fechar o espaço entre os dentes frontais, pode recorrer a duas formas de tratamento: o ortodôntico, feito com o aparelho dentário, que vai corrigir e alinhar os dentes, resolvendo qualquer problema de posicionamento deles.

Outro caminho para fechar os espaços entre dentes é recorrer a próteses fixas, como pontes, lentes de contato ou coroas. Elas são instaladas em um procedimento um pouco mais invasivo que o aparelho ortodôntico, mas apresentam uma solução mais imediata.

Quando o espaço entre os dentes for muito pequeno, um preenchimento com resina composta já pode resolver o problema. Já se o espaço for excessivo, pode ser o caso extremo de se colocar um implante dentário.

Ter os dentes da frente separados normalmente não é nenhum defeito, mas quem não está satisfeito com a sua aparência pode tratar essa condição.

E agora que você já sabe mais sobre o que causa os dentes da frente separados, compartilhe esse artigo com seus amigos nas redes sociais!

Recent Posts

Leave a Comment