fbpx

Escova macia ou dura: qual é a melhor opção?

 In Dia-a-dia, Público em geral

Desde pequenos, aprendemos que a escovação é a melhor forma de manter a saúde bucal. Mas, antes de optar por um modelo bonito e colorido, deve-se considerar um aspecto essencial: se a ideal para você é uma escova macia ou dura.

Você tem dúvidas sobre qual delas é a mais indicada para o seu caso? Então veja como escolher a melhor opção. Confira!

Escova macia

É o modelo mais indicado, de forma geral, para crianças e adultos. Normalmente, as de cerdas médias e duras costumam maltratar a gengiva, fazendo com que ela fique lesionada, expondo até mesmo a raiz do dente em casos mais graves.

Ao contrário do que muitos pensam, adultos também devem optar pela escova macia. Com a cabeça  menor, ela terá maior alcance na boca, facilitando uma higiene completa e mais suave, especialmente dos dentes posteriores.

Escova dura

É um modelo indicado em poucos casos, já que costuma machucar mais, além de desgastar o esmalte dos dentes com maior facilidade, provocando sensibilidade, retração gengival, dores na escovação e até mesmo alterando a estética do sorriso.

Se você usa próteses ou dentadura, as escovas duras, maiores que as comuns, são mais indicadas para uma higiene adequada, já que se trata de estruturas rígidas, que acumulam restos de alimentos com facilidade.

Escova interdental

Ainda pouco conhecida pelo público em geral, a interdental é um modelo diferenciado, ideal para uma limpeza bucal diária adequada, principalmente, para quem tem dificuldades em utilizar o fio dental — como pessoas que têm os dentes muito unidos —, ou para aqueles que sofrem com sangramentos na gengiva, por exemplo.

Existem vários modelos anatômicos de escova interdental no mercado, ideais para a prevenção de problemas bucais, formados por cerdas finas e macias.

Escova macia ou dura

Se você ainda tem dúvidas sobre a escolha do modelo ideal para você e sua família, o mais indicado é procurar um dentista.

Cada caso é um caso e o profissional consegue identificar as principais necessidades de cada paciente, indicando a melhor para o uso no dia a dia.

Vale lembrar que, independentemente do modelo escolhido, a escova deve ser trocada sempre de 2 em 2 meses, ou antes, caso ela se deforme.

Escova para cada fase da vida

O início da higiene bucal começa desde a erupção do primeiro dente da criança, que deve ser feita com o uso de uma escova de cerdas extramacias para fazer massagem na gengiva do bebê.

A partir dos 3 anos, normalmente, os pequenos começam a fazer a limpeza da boca com a supervisão de um adulto. Nesse caso, o ideal é utilizar uma escova infantil de cabeça pequena e cabo emborrachado, para evitar acidentes.

Já os idosos têm demandas específicas, principalmente aqueles que usam próteses, apresentam problemas periodontais ou utilizam medicamentos que afetam a saúde bucal.

Para decidir entre a escova macia ou dura, converse com o seu dentista de confiança e, independentemente da escolha, é necessário buscar por uma marca de alta qualidade, para manter a sua saúde bucal e de sua família sempre em dia.

Agora que você entende melhor sobre os tipos de escovas, já pode entrar em contato conosco e conhecer quais os principais modelos de uso diário que oferecemos.

Recent Posts

Leave a Comment