Fluorose: entenda o que é e se existe tratamento

 In Público em geral

Todo mundo sabe que o flúor é benéfico à saúde dos dentes, ajudando na prevenção das cáries. As evidências a favor desse fato são tão fortes que o flúor já é adicionado a toda a água tratada no país e a cerca de 90% dos produtos dentais disponíveis no mercado. Tudo isso contribui e muito para a redução da incidência de cáries nas crianças com menos de 12 anos. Mas, como sabemos, tudo em excesso faz mal e com o flúor não poderia ser diferente. Cada vez mais crianças estão sofrendo com a chamada fluorose, que provoca manchas nos dentes e pode gerar um comprometimento estético considerável.

Quer descobrir mais sobre a fluorose e quais são os tratamentos disponíveis? Confira o nosso post!

O que é a fluorose?

A fluorose é uma condição provocada pela exposição excessiva dos dentes permanentes ainda em formação ao flúor. Em geral, isso ocorre por meio da ingestão acidental ou não-acidental de produtos com flúor por um período longo de tempo, meses ou anos, na época em que os dentes estão se formando, sendo o maior risco entre 22 e 26 meses de vida.

Por que ocorre esse excesso de flúor?

Na maioria dos casos, há um erro no uso da pasta de dente, enxaguantes bucais e outros produtos fluoretados. Como o flúor já é ingerido na água, todos os outros produtos fluoretados ser cuspidos ou enxaguados logo após a higienização bucal, evitando a exposição por um tempo muito longo. O que acontece é que, devido ao gosto agradável dos produtos infantis, muitas vezes as crianças acabam engolindo esses produtos — aumentando, consequentemente, o consumo de flúor.

Quais são os sinais de fluorose?

O excesso de flúor interfere na formação do esmalte dentário e acaba provocando manchas em todos os dentes. Na maioria dos casos, há pequenas manchas brancas sutis que passam despercebidas pelos pais e pela criança.  Mas em casos mais severos, as manchas são maiores e variam de uma coloração esbranquiçada a enegrecida, podendo comprometer a estética e a autoestima da criança e do adolescente.

A fluorose é grave?

Não. A fluorose não torna os dentes mais fracos, mais propícios a cáries ou provocam qualquer outra alteração. A única consequência é a alteração de cor, o que pode provocar prejuízos estéticos.

A fluorose tem cura?

Uma vez que a mancha ocorre por uma má-formação do esmalte dentário, ela não desaparecerá sozinha. No entanto, há tratamentos específicos que resolvem ou melhoram o aspecto das manchas.

Os mais comuns são a microabrasão, que remove quimicamente a camada mais superficial do dente, e o clareamento, que uniformiza a cor dos dentes. Em casos mais severos, pode ser necessário o uso de facetas, peças protéticas que são posicionadas de forma a cobrir a superfície anterior dos dentes.

Como evitar a fluorose?

Para prevenir o surgimento da fluorose, basta seguir corretamente as instruções de uso dos produtos fluoretados. No caso das crianças, é importante evitar que elas engulam esses produtos e, caso isso não seja possível, procurar versões de produtos não fluoretados disponíveis no mercado.

Mas é importante lembrar que os produtos sem flúor reduzem a proteção contra as cáries, sendo necessário redobrar a atenção com a higiene bucal e contar com a orientação de um dentista.

Para ficar por dentro de todas as novidades aqui do blog, curta a nossa página no facebook!

Recent Posts

Leave a Comment