Gengivite e Periodontite: afinal, qual é a diferença?

 em Dia-a-dia, Gengiva, Público em geral

Apesar dos sintomas serem distintos ainda há confusão, para alguns, entre qual é a causa. Descubra as diferenças nesse post!

Em uma avaliação inicial, não é raro achar que as doenças se parecem e que seus sintomas e diagnósticos podem até se confundir, mas uma coisa é certa: gengivite e periodontite precisam de atenção especial.

Nesse artigo, vamos compreender as diferenças entre a gengivite e a periodontite: seus principais sintomas, causas, evoluções, diagnóstico e, claro, os seus tratamentos.

Acompanhe e tire as suas dúvidas!

O que é gengivite?

Basicamente, a gengivite trata-se de uma inflamação na margem da gengiva, podendo comprometer um ou mais dentes. Contudo, como essa inflamação não invade o osso nem o tecido alveolar onde os dentes se fixam, sua sustentação não é comprometida.

O que é periodontite?

Quando não tratada em seus estágios iniciais, a gengivite pode evoluir para a periodontite, o estágio mais grave da doença que afeta o periodonto — tecidos que promovem a sustentação do dente — provocando retração da gengiva, reabsorção óssea e, como consequência, possíveis mobilidades e perdas dos dentes comprometidos.

A periodontite ainda pode evoluir para uma forma mais grave chamada endocardite, em que as bactérias presentes nas bolsas periodontais disseminam-se na corrente sanguínea alojando-se nas válvulas cardíacas e comprometendo o funcionamento do coração.

Conclui-se que não há paciente que apresente periodontite sem que antes tenha passado por estágios de gengivite. Por isso, é tão importante o diagnóstico precoce e o tratamento eficaz para evitar a evolução da doença e a sua complicação.

O que causa gengivite?

A inflamação da gengiva tem como causa a presença da placa bacteriana, também conhecida como biofilme, que adere à superfície dental, depositando-se no sulco gengival, devido à falta de higiene oral adequada.

Outras causas possíveis para o desenvolvimento da doença, além do descuido com a higiene bucal, são: má oclusão, cáries, baixa produção de saliva e o uso do cigarro e de certos medicamentos.

Alterações hormonais também podem favorecer o surgimento da doença. Por isso, o acompanhamento odontológico e cuidados especiais com a higiene oral durante a puberdade, gravidez e menopausa são fundamentais para evitar complicações.

O que causa periodontite?

No caso da periodontite, a inflamação da gengiva se intensifica criando condições favoráveis para a formação de bolsas periodontais, que afasta a gengiva dos dentes, favorece a contaminação por bactérias e o desenvolvimento de cálculos gengivais.

Como se trata de uma evolução da gengivite, a periodontite também está relacionada à má higiene oral. Contudo, os estudos também apontam que ambas as doenças estão fortemente ligadas a fatores genéticos. Portanto, o histórico familiar deve ser considerado e, quando diagnosticado recorrência, os cuidados com a higiene redobrada.

Gengivite e periodontite são muito parecidos, mas os sintomas deles apresentam particularidades quando avaliados com profundidade. Conheça quais são eles:

Quais os sintomas da gengivite?

Como nos casos iniciais os ossos e tecidos alveolares não foram danificados, os principais sintomas são:

  • inchaço;
  • vermelhidão no contorno do dente atingido;
  • sangramento espontâneo durante a escovação e no uso do fio dental.

Quais os sintomas da periodontite?

Neste caso, os sintomas já estão bem intensificados e o paciente apresenta:

  • sangramento;
  • mau hálito persistente;
  • alteração no paladar;
  • dentes alongados devido a retração da gengiva;
  • possível mobilidade;
  • a dor nem sempre é uma queixa frequente.

Como tratar a gengivite?

O tratamento da gengivite dependerá do estágio da doença do paciente. Em episódios iniciais, bons hábitos de escovação e uso do fio dental constantemente pode regredir a doença. Em casos mais evoluídos o tratamento tem como objetivo controlar a infecção e remover o tártaro presente por meio de raspagem e polimento dos dentes.

O uso de anti-inflamatórios e antibiótico pode se fazer necessário.

Como tratar a periodontite?

A cirurgia periodontal pode ser necessária para recomposição óssea ou da gengiva, além do combate à infecção e a eliminação dos bolsos periodontais. Porém, o resultado nem sempre é alcançado com sucesso.

Não é fácil identificar a gengivite e a periodontite, contudo essas são doenças sérias que precisam ser diagnosticadas o quanto antes para iniciar o tratamento e evitar suas complicações.

Uma higiene oral de qualidade e o acompanhamento odontológico periódico é fundamental para reduzir as chances de agravamento do quadro. Para tanto, a conscientização dos pacientes é o primeiro grande passo!

Nosso conteúdo foi esclarecedor? Então compartilhe com seus amigos nas redes sociais e ajude mais pessoas a entenderem a diferença entre gengivite e periodontite!

Publicações recentes

Deixe um comentário