Higiene da língua – bom hálito e saúde como resultado.

 In Público em geral

Seguindo a proposta de seleção de  materiais educativos para higiene da boca, chegou a vez de falarmos sobre a valiosa questão da higiene lingual. Já faz algum tempo que apresentamos um post aonde abordávamos a diferença entre as propostas de higiene da língua. As possibilidades variavam entre o uso das escovas ou dos limpadores linguais.

Ficou evidente a superioridade dos limpadores linguais, quando comparados aos limpadores associados às escovas, especialmente para o controle da halitose.

A fricção do limpador lingual sobre o dorso da língua, no sentido da região mais posterior para a ponta da língua, deve se repetir por, pelo menos, cinco vezes seguidas. O hábito deve ser diário e, preferencialmente, associado com as duas práticas de higiene mais importantes do dia, ao acordar e ao dormir.

Essa dica torna-se ainda mais valiosa se observarmos o uso de recursos adequados para essa fase da higiene. Dados preliminares, de um estudo em curso, apontam que o raspador lingual no padrão Sueco da TePe, além de atender as demandas do público consumidor, pode atender aos pacientes com necessidades especiais. O fato é que ele  pode ser AUTOCLAVADO (Esterelizado) muitas e muitas vezes, sem perda da sua eficácia. Isso permite seu uso e indicação para pacientes hospitalizados em situação de risco a saúde.

 

Os dentistas também podem se beneficiar do seu uso clínico, como um afastador de boca, em procedimentos de tratamento. A possibilidade de autoclavagem deste raspador de língua aumentou as possibilidades associadas a este recurso (de indicação primordial a higiene da língua), agregando enorme valor e indicação ao seu uso.

Para saber mais sobre limpadores linguais clique aqui!

Recent Posts