Higiene das próteses bucais

 In Público em geral

O conceito de prótese bucal vai além da velha dentadura.  Apesar deste recurso ainda existir, com a evolução da prevenção das doenças bucais e dos implantes dentários, muitas pessoas estão abandonando este recurso por outros tipos de próteses fixas ou móveis – devidamente ancoradas nos dentes preservados e nos implantes fixados ao osso das arcadas dentárias.

É importante que as pessoas saibam as técnicas para a higiene bucal e das próteses – em cada uma dessas circunstâncias protéticas a que podemos submeter os nossos pacientes:

1) A limpeza das proteses fixas:

Em regra geral, o que se aconselha é que quem for portador de próteses fixas, tais como as pontes e as coroas, deve higienizar essas estruturas da mesma forma que escova os dentes naturais. A higienização deve incluir o uso do fio dental e/ou das escovas interdentais, seguida da escovação comum – com os tradicionais modelos de escovas com cerdas macias e cabeça pequena.

Como as próteses fixas se comportam de forma muito semelhante à dentição natural, não irão requerer mais cuidados do que os mencionados acima. No entanto, alertamos para alguns cuidados quando usarem o fio dental: mesmo sendo aconselhável que use o fio dentário em cada higiene, tenha em conta que, ao ser portador de uma prótese fixa, não o poderá usar da mesma forma.  Quem for por exemplo portador de uma ?ponte? irá necessitar de dispositivos que permitam a inserção do fio dental neste espaço, através dos “passadores de fio dental”, por exemplo.

Outro detalhe é que os encaixes das próteses fixas, com implantes ou dentes, podem apresentar frestas microscópicas que ajudam a acumular mais bactérias do que no caso da dentição natural. É importante se atentar a esses detalhes e orientar devidamente os usuários desses recursos sobre o significado da higiene bucal completa, após as refeições.

No caso específico dos protocolos protéticos sobre implantes, existem escovas específicas para essa demanda e que podem atender melhor aos pacientes que se submeteram a esse tratamento, as escovas implante care.

2) A limpeza das próteses removíveis ou dentaduras:

A limpeza das próteses removíveis é muito simples. Esta é talvez a maior das suas vantagens, uma vez que a sua remoção da cavidade bucal permite que sejam higienizadas de forma muito eficaz.

Um alerta: tenha muito cuidado ao remover a sua prótese removível (a dentadura por exemplo). Muitas pessoas, na hora dessa limpeza – acabam deixando escorregar da mão e cair no chão, o que pode favorecer a quebra ou torções destas estruturas, levando à sua substituição ou reparação. Tome especial cuidado quando as retira, onde as coloca e como segurá-la na hora de limpar!

Assim, a limpeza de uma prótese removível de forma eficaz pode ser efetuada do seguinte modo:

1.  Sobre os materiais para usar: Dentífrico normal (ou outro que o seu dentista recomendar), escova de dentes comum – preferencialmente que não seja a mesma que vai em contato com a boca, pois as cerdas se deformam com mais velocidade na escovação desses recursos.

2.  Antes de iniciar a limpeza da sua prótese, coloque uma toalha/pano na pia. Assim, no caso desta cair não se quebrará facilmente.

3.  Coloque o dentífrico na escova, remova sua prótese da boca, molhe-a na água corrente e inicie a escovação.

4.  Segure com firmeza a prótese dentária pois a umidade e o dentífrico que escorre nas mãos, por vezes, faz com que a prótese escorregue.

5.  Escove a prótese em toda a sua extensão, não esqueça de nem um espaço, assim removerá todos os restos de comida e de placa bacteriana que se acumulam sobre ela.

6.  Depois de terminar essa fase, passe a prótese na água corrente para retirar toda a pasta de dentes que sobrou da sua higiene.Evite usar sabão pois a peça entrará em contato com os tecidos da boca e as concentrações de saponáceos, do sabão comum, são mais altas que nos cremes dentais. Isso pode dar uma sensação de sabor desagradável ou até mesmo provocar enjoo em alguns usuários de próteses removíveis.

7.  Complemente a limpeza da sua prótese com uma higiene delicada da sua boca. Utilize a escova, o dentifrício e, eventualmente, algum bochecho prescrito pelo seu dentista. Se não houverem dentes e a higiene se restringir a remoção bacteriana das  gengivas e língua, use escovas extra-macias ou mesmo as pós cirúrgicas. Elas lhe oferecem conforto sem perda da eficácia da higiene.

Há quem complemente a higienização da prótese, com a sua colocação num recipiente com produtos efervescentes ou mesmo deixando-a na água durante o sono. Você pode prescindir desse passo, embora seja aconselhável, em especial à noite, antes de deitar, que coloque a sua prótese num copo com agua filtrada – para manter a hidratação e tornar o recurso menos desconfortável ao amanhecer. Lembre-se de, ao acordar, higienizar a boca antes de colocar a prótese limpa sobre ela.

Recent Posts