Língua dormente: o que esse sintoma pode significar?

 In Dia-a-dia, Gengiva, Público em geral

Em alguma fase da vida a sensação de língua dormente pode acontecer. Descubra quais são os principais causas deste sintoma.

É comum negligenciarmos alguns sintomas que entendemos como simples, mas que podem indicar problemas mais sérios de saúde. É o caso da língua dormente, também conhecida como parestesia.

Quem nunca sentiu um formigamento nessa região, perda de paladar, surgimento de gosto ruim e até mesmo alteração do ritmo da fala?

Esse quadro merece atenção, pois pode ser um sinal importante de que algo não vai bem. Conheça as principais causas desse sintoma e entenda quais cuidados devem ser tomados para evitar maiores prejuízos à sua saúde! Acompanhe!

Causas para a língua dormente

Veja as mais importantes:

Transtorno de ansiedade e estresse

Uma das causas mais comuns para a sensação de formigamento ou língua dormente é a ansiedade e o estresse.

Nesses casos, a sensação surge com muita frequência e possui longa duração. Além disso, outros sintomas podem estar relacionados, como: redução do paladar, surgimento de gosto ruim na boca e uma sensação de ardência na cavidade oral.

Quando o transtorno de ansiedade causa, além dos emocionais e sintomas físicos, consultar um médico psiquiatra e um terapeuta é fundamental para que ele seja tratado tanto com medicações quanto com psicoterapia. Somente assim o sintoma da língua dormente poderá ser revertido.

Doenças cardiovasculares

Problemas cardiovasculares graves como o AVC (Acidente Vascular Cerebral), Infarto e Esclerose Múltipla podem ter como sintomas a língua dormente.

Nesses casos, ela aparece na forma de formigamento intenso e de início súbito. A consulta com um especialista e a realização imediata de exames que comprovem a condição é a prevenção mais eficaz para evitar o agravamento do quadro.

Medicações

Alguns remédios como antibióticos e anestesias usadas para o tratamento odontológico, podem causar como efeito colateral dormências e formigamentos na língua e boca.

Para reverter o quadro, recomenda-se informar ao médico que prescreveu a medicação e se orientar sobre a descontinuidade do procedimento.

Variações hormonais

Algumas alterações hormonais podem causar síndromes como a da Boca Ardente, que atinge principalmente as mulheres após a menopausa. Além de causar dor intensa nos lábios, língua, gengiva e no céu da boca, a condição ainda pode desencadear um formigamento nos lábios e na língua.

Observar os sintomas que aparecem juntamente à língua dormente é muito importante para que o médico especialista possa diagnosticar com precisão e indicar o melhor tratamento. Fique de olho!

Traumas na face e fatores alimentares

Menos comum que as demais, pancadas na boca e face que geram a lesão nos nervos da região, além de mordidas e até mesmo inflamações locais podem gerar um formigamento na região da língua.

A ingestão de alguns alimentos também pode causar o sintoma: peixes como a Barracuda e a Enguia Fugu, frutos do mar, alimentos muito quente ou muito frios podem levar a um quadro pontual de língua dormente.

Para tanto, o uso de pomadas e medicamentos específicos pode ajudar a aliviar os sintomas.

Como é possível perceber, as causas para a língua dormente são as mais diversas — desde simples e descomplicadas, até aquelas que exigem mais cuidado e atenção. Sendo assim, nunca negligencie o sintoma.

Ao primeiro sinal diferente em seu corpo, por mais simples que ele possa parecer, procure ajuda médica, seja especialista ou clínico geral. Ele poderá solicitar os exames necessários para fazer o diagnóstico correto, confirmar as causas e possíveis tratamentos, evitando prejuízos para a sua saúde!

Quer saber mais dicas sobre saúde bucal? Siga nossas páginas no FacebookInstagram e Twitter e fique por dentro de todas as informações e novidades!

Recent Posts

Leave a Comment