Mau hálito tem cura: veja 5 dicas para se livrar dele

 In Mau Hálito / Halitose

A halitose, ou o mau hálito, acomete muito mais pessoas do que se imagina. Segundo a Associação Brasileira de Halitose, esse problema atinge cerca de 30% da população brasileira, o que significa, em números, quase 50 milhões de pessoas.

Mas se você tem que lidar com ele e não encontra uma solução, saiba que o mau hálito tem cura — e também prevenção e controle! Bastam algumas mudanças de hábitos e o cuidado reforçado com a higiene bucal para que o mau odor seja eliminado de vez.

Origem do mau hálito

A halitose pode ter diversas origens: desde questões bucais como descuidos com a higiene bucal, até questões relacionadas à saúde (sinusite, problemas estomacais) e hábitos alimentares.

Por isso, para mandar o mau hálito para longe, é importante detectar qual fator está desencadeando o seu problema e, claro, praticar a mudança de alguns hábitos, tanto de higiene bucal quanto de cuidados com a alimentação e prevenção de outras doenças.

E se o mau hálito tem cura, confira agora 5 dicas para se livrar dele!

1. Invista na higiene bucal

A halitose é causada, principalmente, por má higiene bucal. Portanto, escove os dentes, pelo menos três vezes ao dia: ao acordar, após as refeições e na hora de dormir. E não se esqueça: a escovação adequada contempla a língua, bochechas e gengivas!

Além disso, fazer uso diário do fio dental também é essencial! Afinal, seu uso correto remove a placa bacteriana que, em excesso, pode causar cáries, tártaro e gengivite — agentes causadores do mau hálito.

Para finalizar a higiene oral diária, o enxaguante bucal deve estar sempre presente, para eliminar os micro-organismos que ainda possam estar na sua boca.

2. Evite ficar muitas horas sem comer

Você sabia que o estômago vazio também é uma das origens do mau hálito? Por conta disso, é essencial manter uma alimentação equilibrada e regulada, evitando ficar mais de 3 horas sem se alimentar.

Prefira alimentos de fácil digestão, como saladas, legumes cozidos, frutas, iogurtes e carnes magras como frango e peixe, que possuem menos gordura e, por isso, são absorvidos mais rapidamente pelo estômago.

Atenção: existem alguns alimentos que causam mau hálito, como por exemplo o alho e a cebola crua. Evite a ingestão deles ou, quando comê-los, escove os dentes em seguida para evitar o mau odor.

3. Beba muita água

Boca seca é também uma das causas do mau hálito. Ela acontece quando não há saliva o bastante para hidratar a boca, que por sua vez, é importante para ajudar na limpeza das partículas de comida.

Para evitar esse problema, o ideal é beber bastante água, em média 2 litros por dia. Além de ajudar na limpeza da boca, mantendo o hálito puro, a água que você ingere ainda estimula a produção de saliva, evitando o sintoma da boca seca.

4. Fique atento à sua dieta

Além de se atentar para o tempo entre uma refeição e outra, e os alimentos consumidos, é muito importante também, para evitar o mau hálito, estar sempre alerta à sua dieta.

Dietas alimentares que oferecem muita proteína e baixo índice de carboidratos podem causar mau odor na boca, embora sejam boas para a saúde e para manter a boa forma. Isso porque a baixa ingestão de carboidratos faz com que o corpo queime gordura em vez de açúcar, causando, assim, o mau hálito.

Invista sempre em dietas balanceadas e equilibradas, a fim de evitar desconfortos como a halitose e outros problemas de saúde que podem surgir devido a alimentação desregulada.

5. Faça visitas regulares ao dentista

Se mesmo seguindo essas dicas e melhorando os hábitos e cuidados com a higiene bucal o mau hálito ainda ser constante, é fundamental procurar a ajuda do seu dentista. Somente ele poderá dizer se sua halitose está sendo desencadeada por outro fator de saúde mais sério, bem como os próximos passo a seguir para se ver livre do problema.

Que alívio saber que o mau hálito tem cura, não é mesmo? Ainda tem dúvidas sobre o tema? Deixe o seu comentário!

Recent Posts

Leave a Comment