Mordida cruzada: saiba o que é, o que ela causa e como tratá-la

 In Dia-a-dia, Público em geral

Diz-se que uma pessoa tem a mordida cruzada quando há um desencontro entre os dentes da arcada superior e os da arcada inferior. Em boa parte dos casos, a mordida cruzada é bem perceptível — quando os dentes de baixo se sobrepõem sobre os de cima, por exemplo. Ou, ainda, quando há um apinhamento dos dentes por falta de espaço.

Em outros casos, no entanto, o problema pode passar despercebido, sendo mascarado por dentes aparentemente alinhados, mas que se deslocam de maneira incorreta durante a mastigação. Por isso, é importante que as crianças sejam levadas ao dentista bem cedo, ainda quando nascem os dentes de leite, para uma avaliação sobre o crescimento da arcada dentária.

Neste post, você confere os problemas de saúde bucal que podem ser causados pela mordida cruzada e como é feito o tratamento para corrigir o desalinhamento.

O que causa a mordida cruzada?

Geralmente, a mordida cruzada tem razões genéticas como, por exemplo, um subcrescimento da maxila, o que faz com que os dentes superiores não cubram corretamente os inferiores. O mesmo efeito acontece quando há um crescimento maior que o esperado dos ossos da mandíbula.

O problema também pode ter causas externas, como o hábito de chupar o dedo ou chupeta, uso prolongado de mamadeiras, perda precoce de dentes, e doenças respiratórias que fazem com que a pessoa respire pela boca. Essas condições podem levar a alterações musculares e/ou funcionais do organismo, causando o desalinhamento.

Por que é importante tratar a mordida cruzada?

Na infância, a mordida cruzada pode atrapalhar o correto crescimento dos ossos da face, tendo reflexos sobre o desenvolvimento fonoaudiólogo, a mastigação e a respiração da criança.

Na vida adulta, esse desalinhamento pode trazer sérios problemas de saúde bucal, como o bruxismo, fratura e perda de dentes, retração da gengiva e comprometimento das articulações da boca.

A mordida cruzada pode ainda comprometer o sorriso e causar um grande desconforto estético.

Quais são os tratamentos para mordida cruzada?

O ideal é que a mordida cruzada seja diagnosticada ainda na infância, quando será mais fácil corrigir o desalinhamento e evitar problemas futuros.

Quando a mordida cruzada tem causas genéticas que interferem no desenvolvimento esquelético, o tratamento em crianças é feito com o uso de aparelhos ortopédicos funcionais que estimulam o crescimento da maxila para que ela se ajuste corretamente à arcada inferior. Esses aparelhos não causam qualquer dor, são removíveis e trabalham de forma funcional estimulando o sistema nervoso central a remodelar as estruturas ósseas, musculares e articulares da boca.

Durante a infância também é possível tratar a mordida cruzada com Pistas Diretas Planas. Nesse tratamento, o formato dos dentes de leite é alterado com o uso de resina para que os dentes superiores toquem corretamente os inferiores. Os pais também são orientados sobre como estimular a mastigação correta da criança.

Nos casos em que a diferença entre os arcos das duas arcadas for muito grande, o tratamento será cirúrgico. A cirurgia ortognática corrige o posicionamento incorreto dos ossos dos terços médio e inferior da face. Apesar de ser um procedimento complexo, é bastante previsível e seguro.

Já quando a mordida cruzada for causada por desalinhamento dentário, sem influência da fisiologia do maxilar, o tratamento é feito com o uso de aparelhos ortodônticos. Ainda que esses aparelhos possam ser usados em qualquer idade, quanto mais cedo forem utilizados, melhor.

Quando a mordida cruzada é diagnosticada tardiamente pode ser necessário mesclar o tratamento cirúrgico com o uso do aparelho ortodôntico.

Gostou do post? Então, leia também nosso texto: como saber se a sua mordida está errada e conheça os tipos de mordida cruzada!

Recent Posts

Leave a Comment