O enxaguante bucal é realmente importante?

 In Boca seca, Público em geral

Há muitas controvérsias relacionadas ao uso do enxaguante bucal. Alguns acham que esse item é desnecessário na escovação diária, outros já acreditam que o enxaguante bucal é o melhor instrumento para manter a boca limpa e sem bactérias abrindo até mão da escovação e do fio dental. Afinal, o que é verdade? Qual o papel que o enxaguante bucal tem na escovação? Vamos esclarecer tudo aqui no post! Confira!

Todo enxaguante bucal tem a mesma função?

Existem diversos tipos diferentes de enxaguantes bucais e cada um deles tem um objetivo diferente. As soluções fluoretadas são essenciais para a prevenção da cárie. Os enxaguantes ricos em clorexidina fornecem um controle químico da placa bacteriana, de forma mais potente do que os ricos em álcool. Além disso, há também enxaguantes com função clareadora e outros que são considerados medicamentos.

Quando o enxaguante é um medicamento?

O enxaguante bioxtra, por exemplo, é prescrito para pacientes com boca seca, um efeito adverso comum da quimioterapia e da radioterapia em cabeça e pescoço. O sintoma também pode ser provocado por doenças autoimunes como a síndrome de Sjoegren. O enxaguante bioxtra possui uma fórmula que lubrifica a cavidade oral, ajudando a proteger contra a cárie e as doenças gengivais.

O enxaguante bucal pode fazer mal?

Como qualquer outro produto, o enxaguante bucal pode trazer danos à sua saúde quando usado incorretamente e em excesso. Alguns ressecam a mucosa oral e pioram o mau hálito, outros provocam manchas nos dentes quando usados por um período longo ou ainda alteram a cor das restaurações de resinas.

Como o enxaguante bucal deve ser usado?

Em geral, deve-se colocar cerca de 20mL de enxaguante bucal na boca, bochechar por cerca de 30-45 segundos para que o produto entre em contato com todos os dentes e, então, cuspi-lo. Não há necessidade de enxaguar o produto com água, já que ele continua agindo por mais alguns minutos.

No entanto, essas recomendações gerais não são válidas para todos os produtos. É importante ler as instruções da embalagem e seguir também as orientações do seu dentista.

Como escolher o melhor enxaguante bucal?

Embora os enxaguantes bucais possam ser comprados sem receita, esses produtos só devem ser utilizados sob orientação do dentista para que não haja o risco de erros de uso ou efeitos colaterais. Para descobrir qual o melhor enxaguante bucal para você é necessário marcar uma consulta com o dentista e passar por uma avaliação.

O enxaguante bucal substitui a escovação?

Com exceção dos enxaguantes com clorexidina, que podem substituir a escovação em casos específicos por um período de tempo curto, todos os outros enxaguantes devem apenas complementar a escovação e o uso do fio dental, sem jamais substituí-los. Por isso mesmo quando bater aquela preguiça de escovar os dentes direito, lembre-se que só a escova e o fio dental conseguem realizar uma limpeza mecânica dos dentes.

O enxaguante bucal com álcool faz com que o teste do bafômetro dê positivo?

Esse mito surgiu junto com a instauração da lei seca, mas os motoristas com hálito refrescante não têm com o que se preocupar. O bafômetro avalia o ar que sai de dentro dos pulmões e não o da boca, não havendo o risco do álcool enxaguante bucal estar presente no ar pulmonar. Além disso, a quantidade de álcool presente nos enxaguantes é muito pequena para ser detectada pelo teste.

E aí, aprendeu tudo sobre enxaguantes bucais? Se ainda tiver alguma dúvida, é só deixar um comentário pra gente!

bioxtra_post

Recent Posts

Leave a Comment