O que é lesão de furca e como ela é tratada ?

 In Público em geral

Todo mundo sabe que visitar o dentista regularmente é essencial, e não é só para prevenir cáries. Outros problemas menos comuns também podem ser identificados nessa consulta, entre eles o surgimento de canais, gengivite, reabsorções ósseas, fraturas e, inclusive, a lesão de furca.

Já ouviu falar desse problema? Saiba agora o que é e conheça as formas de tratar a lesão de furca!

O que é lesão de furca?

A furca é uma característica anatômica típica de dentes chamados de multirradiculares: neles, as raízes do dente começam a se separar do tronco radicular, como se estivessem se afastando da gengiva.

Essa separação, quando é muito intensa, não é considerada natural, e pode levar ao desenvolvimento do que chamamos de lesão de furca. Depois desse afastamento, pode ocorrer reabsorção óssea e perda de massa no espaço inter-radicular, isto é, entre a raiz do dente e a gengiva.

O que pode causar uma lesão de furca?

A lesão de furca pode apresentar várias causas:

  • Ela pode ser desenvolvida a partir de um problema morfológico natural da pessoa;
  • pode ser uma consequência do posicionamento dos dentes ao longo da vida (que se altera com o passar dos anos);
  • pode ser causada por um defeito ósseo;
  • ou pode ser uma consequência de outros problemas dentários mal tratados como, por exemplo, uma cárie ou periodontites.

Quais são os tipos de lesões de furca possíveis de ser encontrados?

As lesões de furca são classificadas em graus, que variam de acordo com o avanço de seu afastamento:

  • Grau 1: é considerado o estágio inicial da lesão, sem apresentar alterações perceptíveis na radiografia.
  • Grau 2: um grau mais aumentado do afastamento, que pode gerar uma ou mais furcas em um mesmo dente.
  • Grau 3: lesão de furca que pode ser visualizada por radiografia.
  • Grau 4: lesão avançada, quando já existe lesão na parede óssea que segura o dente e retração da gengiva e de outros tecidos moles.

Como é feito o diagnóstico dessa lesão?

O diagnóstico da lesão de furca pode ser realizado de duas maneiras:

  • Clínico (através do uso da sonda de nabers, que é utilizada em exames clínicos para identificar lesões periodontais e perdas ósseas entre as raízes);
  • ou radiográfico (através do registro de radiografias da região que aparenta estar lesionada).

Como é feito o tratamento dessa lesão?

O tratamento da lesão de furca tem como maior objetivo evitar o avanço da separação das raízes dos dentes e prevenir futuras e perdas de massa óssea. Esse tratamento também ajuda a devolver ao dente lesionado a sua funcionalidade.

O tratamento pode ser realizado de quatro maneiras, variando com o avanço da doença:

  • Classe I: através de terapia conservadora, onde o dentista não usará procedimentos invasivos e vai tentar conter o avanço da lesão com métodos clínicos;
  • Classe II: através do uso de técnicas de odontoplastia e osteoplastia, fazendo pequenas intervenções na perda identificada;
  • Classe III e IV: através do uso de técnicas mais invasivas, tentando regenerar as massas perdidas ou remover o dente lesionado.

As técnicas que serão utilizadas de acordo com cada tipo de tratamento deverão ser escolhidas pelo dentista responsável pelo paciente.

Qual o grau de sucesso do tratamento?

O sucesso da terapia vai depender muito do grau de avanço e diagnóstico da lesão de furca, variando também com a capacidade de resposta do organismo do paciente a cada tratamento.

Geralmente, tratamentos conservadores têm taxa de sucesso satisfatória para pacientes com lesões prematuras, que variam com o tipo de dente que foi acometido com a doença.

Os tratamentos de classe II, III e IV também têm um alto grau de sucesso, especialmente se as consultas de manutenção forem feitas regularmente com um dentista.

Conhece alguém que já teve lesão de furca? Como o problema foi resolvido? Conte para a gente nos comentários!

Recent Posts
Showing 9 comments
  • Eliane
    Responder

    Que tristeza,eu sofrendo com isso também,gostaria de saber se é melhor retirar podia parceria estar atacando os outros dentes,tudo começou com um problema de estética porque tinha os caninos para frente e dentista arrancou 2 dentes para dar espaço nunca voltou.
    Estou com dor

    • TePe
      Responder

      Olá, Eliane. O ideal a se fazer é ir ao dentista para que possa ser analisado o seu caso e recomendar o melhor procedimento a ser feito.

  • A.B.D
    Responder

    Recentemente tive este problema, surgiu um abcesso bem sobre um dente com canal (feito a quase 03 anos). Desenvolveu-se como uma espinha. Percebi logo no inicio, mas por residir num local com medicina precária, demorei 45 dias para ir para São Paulo tratar. Neste periodo, uma dentista de São Paulo, após ver uma foto, falou para eu fazer gargarejo com Periogard por 7 dias. Fiz, mas o abcesso estourava e retornava todo o processo, usei periogard por 20 dias, apenas manchou meus dentes. A mesma falou para eu tomar Metronidazol 250mg/8em8h/7dias, fiz este tratamento mas não resolveu. Então faltando 20 dias para eu viajar para São Paulo agendei uma consulta numa clinica onde tinha periodontista, por indicação, chegando lá, expliquei todo o processo desde quando foi feito o canal neste dente, foi tirada uma radiografia e lá estava: Lesão de Furca, meu dente foi extraído. Agora estou esperando 3 meses para colocar o pino, caso não precise de enxerto de osso, e depois posteriormente o implante. Muito triste, pois a 12 anos frequentava a mesma dentista e no mínimo 01 vez por ano ia consultar, fazer limpeza e tal… Fazer o que, coisas da vida.

  • Sandra
    Responder

    Estou com lesão de fúria no 1molar inferior, o dentista me disse q a lesão infiltrou e estava sangrando um pouco. Ele quer fz extração, mas estou procurando alternativa para n perder o dente, já q minha raiz refez a perda óssea com curativo. Socorrooooooooooooo!

    • TePe
      Responder

      Olá Sandra. A extração do dente vai depender do grau da sua lesão.

  • Samanta
    Responder

    oi bom dia eu tive uma lesão de furca,
    depois de ter feito um canal no meu dente 46 é a Dr disse que eu teria que extrair porque a bactéria poderia entrar no meu sangue e eu poderia morrer, então fiquei com medo e extrai meu dente….. isso é verdade o que a dentista me disse?

    • TePe
      Responder

      Olá Samanta. O seu caso é específico e há a necessidade de uma informação mais precisa. Somente um dentista pode melhor analisá-la. Caso não esteja satisfeita com a opinião dada pelo primeiro dentista vale buscar a opinião de um segundo.

  • Maristela
    Responder

    recentemente uma amiga teve un problema perda ossea angular severa da crista ossea oveolar na distasdos dente 26;e mensiais dos dentes 36,47. . a pergunta é ;comprometimento de furca ?lesão end-perio? Avaliar clinicamente.tendo ela perda ossea horizontal discreta e moderasa da crista ossea alveolar na regiaão dos dentes presentes. Aconselhou o medico a fazer uma triagem e seguida de encherco e colocação do dente .Qual seria o seu parecer?

  • olinda rodrigues
    Responder

    Tive esse problema e o dente foi arrancado, mas nunca mais consegui mastigar com esse lado da boca porque fiquei com sensibilidade ao frio e calor. Passou mais de um ano e estou com mesmos sintomas no dente do lado.

Leave a Comment