O que muda nos dentes durante a adolescência?

 In Para seus filhos, Público em geral

A adolescência é uma fase de muitas mudanças físicas, hormonais e emocionais. Mas você sabia que essas mudanças também podem ser observadas e vivenciadas na saúde bucal? Isso acontece porque o tipo de arcada e de hábito de higienização do adolescente também são bastante diferentes dos encontrados e praticados por crianças e adultos.

No artigo de hoje, você vai conhecer todos os detalhes das mudanças que ocorrem nos dentes durante a adolescência e quais são os cuidados essenciais para evitar problemas na saúde bucal nessa fase da vida. Confira!

Mudanças na arcada dentária do adolescente

Alcançamos a adolescência, geralmente, com todos os dentes de leite trocados por permanentes — situação que demanda um cuidado muito maior com a saúde e a higienização da região bucal, já que a perda de algum dente nessa fase é considerada definitiva.

Outra característica muito comum observada e vivenciada por adolescentes é o nascimento do dente siso, localizado no final da arcada dentária e motivo de muitos problemas com o posicionamento dos dentes permanentes.

Quando o siso cresce de maneira irregular, movimentando a arcada dentária e entortando outros dentes já fixados, ele deve ser removido para evitar maiores problemas. Sisos também podem inflamar com muita facilidade, causando dores e desconfortos na região bucal, atrapalhando sua higienização e cuidado. Nessas situações a remoção também é recomendada. Conheça alguns cuidados essenciais com a saúde bucal após a remoção dos sisos neste artigo!

Negligência com a saúde bucal é motivo de atenção

Não é somente o nascimento do siso e a manutenção dos dentes permanentes que preocupam os dentistas que tratam de adolescentes em seus consultórios. Nessa fase da vida, é possível perceber também um grande número de pacientes que, frequentemente, negligenciam orientações básicas de cuidado com a saúde bucal, aumentando os riscos de desenvolver doenças na região.

Esse aumento da negligência é uma consequência da necessidade de independência do adolescente, que sofre menor influência do controle dos pais em suas ações relacionadas à saúde. Cabe ao dentista saber driblar essas dificuldades e ajudar seu paciente a incorporar hábitos simples de higienização bucal, como manter um padrão de escovação e garantir o uso de fio dental após as grandes refeições, para reduzir os riscos de problemas como a cárie, a placa bacteriana e a gengivite.

Traumatismos também são comuns nessa fase

Um problema comum relacionado com a saúde dos dentes de adolescentes é o maior risco de traumatismos nessa faixa etária. Adolescentes são vítimas mais comuns de quedas, lesões em prática de esportes, acidentes de carro e até de atos de violência, que podem resultar em perda de algum dente permanente.

Essa situação deve ser tratada com muita cautela pelo dentista, porque a perda de um dente permanente pode ter reflexo importante na vida social e na autoestima do adolescente, já que essa é uma fase em que a preocupação com o visual é muito grande.

Adolescentes precisam ser orientados em relação a esses riscos e, caso eles ocorram, devem receber tratamento adequado e todo o apoio de seu dentista para enfrentar o golpe na autoestima.

Cuidar da saúde bucal de adolescentes pode parecer uma tarefa difícil, já que são muitas as mudanças físicas e nos hábitos desses pacientes, porém, é preciso ter em mente que esses cuidados são essenciais para garantir dentes saudáveis no futuro.

Esse artigo foi útil para você? Você percebeu essas mudanças na dentição do seu filho adolescente? Deixe seu comentário sobre o assunto!

Recent Posts

Leave a Comment