O que você precisa saber sobre a fase banguela do seu filho

 In Para seus filhos, Público em geral

Uma das fases mais divertidas da vida do seu filho, mas também bastante temida por eles, é a da troca dos dentes de leite por dentes permanentes. Essa situação natural, que acontece a partir dos cinco ou seis anos de idade, deve ser tratada com muito cuidado por pais e dentistas para que os cuidados com a higiene não sejam prejudicados durante esse período.

No artigo de hoje, vamos listar tudo que você precisa saber sobre a fase banguela do seu filho, te deixando preparado para ajudar a criança a desenvolver uma dentição permanente saudável. Vamos lá?

Cuidado com os traumas

Muitas crianças temem a fase de troca dos dentes de leite por permanentes simplesmente por ter medo de ficar banguelas. A perda de um dente pode afetar a autoestima e a confiança da criança, já que muitas delas têm medo de ser alvo de brincadeiras de colegas na escola ou no seu grupo de amigos.

Portanto, o primeiro passo que deve ser tomado para ajudar seu filho a enfrentar a fase banguela é contar com a ajuda do dentista para explicar para a criança que essa é uma situação normal na vida de qualquer pessoa.

Deixe claro para o pequeno que você e todos os outros adultos que a criança conhece passaram por isso, e que seus colegas de classe também vão, eventualmente, ficar sem dentes por algum período.

Brinque com a queda dos dentes

Se seu filho ainda resiste à ideia de trocar os dentes de leite, algumas brincadeiras podem te ajudar a incentivá-lo a não temer essa fase da vida. Diga a ele que a troca do dente de leite traz muita sorte para as crianças, valendo até contar com a ajuda da fábula da fada do dente, para que a ele não sofra quando o primeiro cair.

Quanto mais lúdica e tranquila for essa experiência para seu filho, menores serão os efeitos traumáticos da falta de dente momentânea na sua autoestima.

É preciso continuar praticando a escovação

Muitas crianças acreditam que, com a ausência de dentes na boca, é possível diminuir o número de escovações por dia e também reduzir o cuidado com a higiene bucal.

O papel do dentista, nessa situação, é fundamental para orientar pais e filhos sobre a importância de higienizar o espaço onde irá nascer o novo dente, assim como continuar escovando e usando o fio dental nos outros dentes que ainda não foram trocados.

O dentista deve reforçar também o cuidado com a higiene dos dentes permanentes — é importante lembrar que qualquer lesão odontológica nessas estruturas poderá causar consequências para o resto da vida.

Algumas ideias podem ajudar a tornar o momento da higienização mais divertido, motivando os pequenos a escovar os dentes.

Não impeça a queda dos dentes

A troca dos dentes de leite por permanentes é uma situação normal, que acontece porque a estrutura óssea da criança cresce em conjunto com o corpo em desenvolvimento. Como os dentes das crianças são muito pequenos e delicados para a musculatura adulta, o próprio corpo desenvolve estruturas ósseas mais adequadas para um corpo mais maduro, formando o que chamamos de dentes permanentes.

Quando um dente de leite do seu filho não cai, é necessário encaminhar a criança ao dentista para que ele seja removido e estimule o crescimento natural da forma permanente que ficará em seu lugar, evitando problemas estruturais na sua arcada no futuro.

Apesar de ninguém gostar de ficar banguela, o processo é inevitável. Basta enfrentar a situação com muita naturalidade e bom humor para que a criança não se sinta prejudicada nesse período da sua vida.

Como você ajudou o seu filho a enfrentar essa fase da vida? Qual foi o papel do dentista na orientação da criança? Deixe seu comentário sobre esse assunto!

 

Recent Posts

Leave a Comment