Os empreendedores não usam enxaguantes de boca.

 em Público em geral

Um consultor soteropolitano de gestão empresarial, Marcello Araujo, escreveu um texto de grande repercussão na internet. Achei interessante adaptá-lo para os nossos seguidores. Seu objetivo foi o de justificar o significado de empreender para a vida das pessoas. Particularmente aprovei a analogia e, conceitualmente, reproduzo-a aos nossos leitores.

Na visão do autor, fazer algo acontecer é o melhor significado de empreender…

O termo empreendedorismo, muitas vezes, é utilizado de forma errônea, especialmente quando o significado é aplicado para descrever proprietários de empresas que se destacam em seus negócios.

Na verdade ser empreendedor não distingue o nível hierárquico que você ocupa. Tão pouco se a ação, que fez algo acontecer, tenha efeitos positivos dentro ou fora da sua vida, da sua casa, da sua empresa ou do seu relacionamento.

Empreendedorismo é a atitude positiva do capital humano. Seja este capital oriundo de alguém altamente graduado ou patenteado, seja de alguém aparentemente simples ou menos badalado. Não importa quem seja, o importante é que qualquer pessoa pode e deve buscar fazer coisas de boa repercussão.

Você já pensou quando foi a última vez em que conseguiu fazer algo acontecer?

Metaforicamente, o “fazer acontecer” equivale ao hábito da higiene dos dentes. Partindo do pressuposto do que é ideal e recomendável,você escova os dentes e utiliza o fio dental diariamente, certo? Se tomarmos por base a prática da maioria das pessoas, a resposta é “infelizmente não”…

Existem dias em que, a grande maioria das pessoas, acorda com preguiça, atrasada ou tensa. Almoçam correndo para voltar as suas atividades. À noite estão com sono, tensos ou desmotivados.

Nesses momentos acabam optando por “aquela escovada rápida”. Quantas vezes você não tomou um café da manhã, almoçou ou jantou e, após isso, pela sensação de culpa, desconforto ou de hálito prejudicado,passou pelo banheiro para a famosa “escovada desmotivada”, aquela que serve apenas para dizer que fez…

Finalmente, como forma de compensar a limitação auto – imposta, apostou todas as fichas no “enxaguante bucal”. Ele será o responsável por fazer todo o resto do trabalho por você, independente da capacidade e do alcance desses recursos.

Você já pensou quem são seus ?enxágües de boca?, seja numa empresa ou na gestão da sua vida? São os seus parceiros ou subordinados. Metaforicamente, lógico!

Quando você for fazer uma atividade diária na empresa ou cumprir uma tarefa pessoal, lembre-se das recomendações do seu dentista; fio dental, escovação minunciosa de cada arcada e, depois, como eventual forma de complemento, use o enxágüe bucal. Assim você realizará as suas atividades da maneira mais adequada, faça tudo o que você tiver capacidade de executar, se esforce e execute quantas vezes forem necessárias, só passe o seu trabalho aos outros, sejam eles subordinados ou parceiros, nos arranjos finais ou nos detalhes que não sejam fundamentais ao seu ato de empreender.

Da mesma forma que merece destaque esse empenho em fazer, vale relatar o equilíbrio entre fazer e descansar. Relaxar também é vital ao seu funcionamento. Seguindo o feliz exemplo da higiene bucal, cabe reiterar que o abuso de higienização dos dentes pode ser prejudicial, tanto quanto a falta da higiene adequada.

Note que o empreendedorismo também esta ligado aos ?insights?. Os ?insights?, são os momentos em que surgem as grandes idéias.

Em geral eles acontecem nos momentos mais relaxados, quando as ações diárias de trabalho são as mais cotidianas ou quando a mente esta pura para pensar.

Se você for daqueles que ficam pensando no trabalho enquanto está num bar, degustando uma saborosa refeição ou brincando com seus filhos, não se culpe de todo, saiba que nesses momentos é comum surgirem os ?insights?.

Valorize os momentos em que você faz aquelas atividade mais naturais, mais automáticas, mais descontraídas, esqueça da sensação de culpa por se divertir e relaxar, valorize o descanso, tanto quanto os momentos de dedicação ao que deve fazer.

Procure relaxar, de vez em quando, caso contrário, um dia o seu ?enxágüe bucal? poderá tomar o seu lugar…

Publicações recentes