Prevalência de periodontite

 em Profissionais da saúde

30 de agosto de 2012 – adaptado de Craig Palmer pelo Prof. Rodrigo G B Moraes

Cerca de metade dos adultos americanos com 30 anos ou mais tem alguma forma de doença periodontal, de acordo com dados recentes do Centro de Controle de Doenças e Prevenção (CCDP).

“A doença periodontal é um importante problema de saúde pública nos Estados Unidos”, disse o estudo publicado no Journal of Dental Research , publicação oficial da Associação Internacional e Americana para Pesquisa Odontológica.

“Este estudo permitiu notar um quadro mais preciso do nível de ocorrência da doença periodontal na população adulta dos EUA”, disse Pamela McClain, presidente da Academia Americana de Periodontia e periodontista em Aurora, Colorado.

“Nós agora temos uma medida precisa da prevalência da doença periodontal e podemos entender melhor a real gravidade e extensão da doença periodontal para o nosso país.”

Imaginem que 47,2 % da população americana ou 64,7 milhões de americanos, sofrem de periodontite leve, moderada ou grave – de acordo com uma análise de dados coletados entre 2009-2010 pelo CCDP. As taxas de prevalência sobem para algo em torno de 70% de periodontites para os adultos acima de 65 anos.

Os dados indicam também disparidades de prevalência. A doença periodontal é maior em homens do que em mulheres, respectivamente 56,4 e 38,4 por cento.

É mais alta nos mexicano-americanos (66,7 por cento), do que em outras etnias. A taxa de prevalência é de 64,2 por cento para os fumantes, 65,4 por cento para os adultos que vivem abaixo da linha de pobreza e 66,9 por cento para adultos que não tiveram acesso a educação.

A pesquisa incluiu, pela primeira vez um exame periodontal de boca toda, tornando esse o mais completo levantamento sobre saúde bucal já realizado nos Estados Unidos”, disse um comunicado de imprensa da Academia Americana de Periodontia (AAP).

Os dados corroboram a necessidade das pessoas realizarem avaliações periodontais mais abrangentes, no mínimo, anuais com um profissional da odontologia para terem chances de prevenir a evolução drástica estimada pelo estudo – recomendam os especialistas da AAP.

Isso inclui o exame todos os dentes e um exame periodontal clínico rigoroso, disse o Dr. McClain. “Muitos dos nossos pacientes têm doença periodontal e não sabem. Como profissionais de odontologia e saúde, é mais importante do que nunca oferecer aos pacientes uma avaliação periodontal anual para determinar o seu estado de saúde ou doença bucal “.

“Avaliamos uma alta carga de doença periodontal na população dos EUA, especialmente entre os adultos acima de 65 anos”, disse Paul Eke, Ph.D., autor principal do estudo e epidemiologista do CCDP.

“A doença periodontal também está associada com a idade. Como os americanos e populações de outros países vivem mais e desejam manter mais de seus dentes naturais, o controle da doença periodontal deve assumir um papel de mais importância na saúde bucal da população adulta dos EUA, do que antes se imaginava.

Manter um bom estado periodontal é importante para a saúde e o bem-estar da nossa população em fase de envelhecimento. Nossos resultados suportam a necessidade de programas de saúde pública para melhorar a saúde bucal de adultos… “, afirmou o Dr. Eke.

“Nós sabemos agora que a doença periodontal é uma das mais prevalentes doenças não transmissíveis da nossa população superando outras doenças crônicas como as doenças cardiovasculares e o diabetes”, disse o co-autor Dr. Robert Genco, Professor Emérito da Universidade do Estado de Nova York em Buffalo e IADR.

Estudos NHANES são projetados para avaliar a saúde e estado nutricional de adultos e crianças nos Estados Unidos. O estudo “Prevalência de periodontite em adultos nos Estados Unidos: 2009 e 2010”, estimou a prevalência, gravidade e extensão da periodontite na população dos EUA adulto.

As estimativas foram obtidas a partir de uma amostra de 3.742 civis, não institucionalizados adultos entre 30 anos e mais velhos com um ou mais dentes naturais.

Publicações recentes