Qual a relação entre a retração gengival e clareamento dentário mal feito?

 em Gengiva

O clareamento dentário está se tornando cada vez mais comum entre os brasileiros à medida que novas técnicas surgem e o preço do procedimento se torna mais acessível. O grande problema é que com isso começaram a surgir também kits de clareamento caseiro que podem ser comprados sem recomendação profissional, colocando em risco a saúde bucal do paciente.

Quer aprender a deixar claro para o seu paciente sobre como o clareamento dentário mal feito pode prejudicá-lo e o que tudo isso tem a ver com a retração gengival? Confira as principais dúvidas que eles podem apresentar!

Como o clareamento dentário é feito?

Há dois métodos de clareamento dentário profissionais. Um é realizado em casa com o uso de uma moldeira personalizada projetada pelo dentista e um gel clareador com peróxido de carbamida na concentração mais indicada para o paciente.

O outro método, o clareamento com luz de laser ou LED, gera resultados mais rapidamente, mas demanda equipamentos mais complexos e é realizado em sessões dentro do consultório.

Já os clareamentos caseiros sem recomendação profissional costumam ser feitos com uma moldeira e gel padronizados presentes em kits vendidos na internet e em algumas lojas especializadas em produtos odontológicos. A moldeira pode ser amolecida com água quente para se encaixar melhor na arcada e é preenchida pelo gel.

Por que o clareamento dentário caseiro pode ser perigoso?

Porque o clareamento caseiro demanda uma moldeira que encaixa bem nos dentes, evitando vazamentos, e um gel na concentração correta para cada tipo de dentição. A moldeira vendida online, mesmo depois de amolecida em água quente, não promove um encaixe perfeito já que cada indivíduo tem dentes de tamanhos e em posições diferentes, e o gel acaba vazando.

Uma vez em contato com os tecidos moles ao redor do dente, o peróxido de carbamida acaba irritando e inflamando a gengiva, podendo promover perda da papila e retração gengival, expondo a raiz dos dentes. É possível também que o tecido das bochechas e dos lábios fique irritado e a gastrite piore.

Além disso, se a concentração de peróxido de carbamida for mais alta do que a ideal para os dentes daquela pessoa, pode ocorrer um desgaste excessivo do esmalte, o que torna os dentes mais sensíveis a alimentos frios ou quentes.

Os clareamentos caseiros vendidos sem recomendação do dentista são ilegais?

A venda de kits de clareadores dentais no Brasil não tem qualquer tipo de restrição, bastando que o produto tenha sido certificado pela ANVISA.

No entanto, o Conselho Federal de Odontologia se posiciona contra a venda desses produtos ao público, justamente devido ao risco de o procedimento acabar provocando danos aos dentes e às gengivas dos pacientes. A recomendação então é que apenas dentistas com registro profissional possam comprar esse tipo de produto, mas são poucas as lojas que seguem a sugestão.

A retração gengival provocada pelo clareamento dentário mal feito é reversível?

Em geral sim, mas em muitos casos é necessário a realização de um enxerto para corrigir o dano, o que demanda um investimento muito maior e a realização de procedimentos mais invasivos e complicados.

Quer melhorar os hábitos de higiene bucal dos seus pacientes? Então, confira as dicas que preparamos em nosso post sobre o assunto!

Publicações recentes

Deixe um comentário