Qual a responsabilidade do dentista na saúde bucal do paciente?

 em Profissionais da saúde

A saúde bucal está diretamente ligada ao bem-estar, à satisfação e à boa disposição física do ser humano como um todo. E o papel do dentista nessa circunstância não é somente de tratar os problemas que venham a afligir ou deteriorar a saúde bucal de seus clientes, como as cáries ou a falta de dentes, mas também de prevenir o aparecimento de complicações odontológicas diversas, podendo agir em várias frentes de ação para melhorar a vida dos pacientes.

No post de hoje, você entenderá mais sobre a responsabilidade do dentista em relação à saúde bucal de quem vai até seu consultório.

As recomendações de escovação

O dentista tem, como um de seus compromissos, fornecer orientações adequadas sobre as maneiras e quantidades que as pessoas devem escovar os dentes. A ideia padronizada de que se deve escovar os dentes pelo menos três ou quatro vezes ao dia – ao acordar, depois das refeições e antes de dormir – não necessariamente servirá para todos.

Há casos especiais, de atletas com alimentação específica até pacientes em tratamento diferenciado, o que justifica uma atenção distinta e privilegiada para cada tipo de situação. As técnicas de escovação, bem como sua duração e o momento de troca das escovas, são informações que o dentista deve passar a seus clientes.

A indicação de produtos adequados

A prevenção de inúmeros problemas nos dentes e gengivas pode ser realizada com o uso de produtos disponíveis no mercado, como enxaguantes bucais, cremes dentais e até cápsulas com cálcio. Há também produtos para clareamento e outros voltados para a estética.

Porém, é bastante conveniente que os pacientes contem com auxílio profissional para não consumir ou utilizar artigos e mercadorias que não sejam adequadas para sua demanda – principalmente se os produtos em vista não tiverem a qualidade necessária para o caso e fizerem mais estragos do que reparos. É o dentista que terá a percepção hábil para identificar os componentes e tipos mais adaptados para cada perfil de paciente.

As instruções de uso de outros utensílios

O uso do fio dental é indispensável, visto que os dentes possuem cinco faces e algumas delas não são alcançadas de forma eficiente pelas cerdas da escova dental. E a correta maneira de utilização será aconselhada pelo dentista, obviamente. O mesmo suporte será dado nos mais diversos casos, desde como fixar adequadamente as dentaduras até a maneira apropriada de limpar aparelhos dentários.

As sugestões de hábitos saudáveis

Além de passar aos pacientes quais técnicas, ferramentas e produtos são mais adequados, o dentista ainda poderá prestar noções úteis sobre alimentação. O mais indicado para a melhor conservação dos dentes é ter uma dieta rica em fibras, mas com baixo teor de carboidratos e açúcares. Este último, então, é o grande inimigo da saúde bucal, e sua ingestão, aliada à má escovação, é o principal fator para o surgimento das cáries.

Contudo, existem outros pontos a serem considerados dependendo do tratamento feito. Temos exemplos em relação a comidas aderentes, como balas e alguns doces, ou aos corantes, os quais podem manchar os dentes e materiais usados em restaurações (como as resinas).

Os profissionais de Odontologia devem sempre estar empenhados em atuar no processo de informação ao público em geral, sobretudo para aqueles mais leigos no assunto, a fim de que a educação e o conhecimento amparem novos hábitos que favoreçam a saúde bucal. Como você lida com a prevenção e a instrução de seus pacientes? Conte pra gente nos comentários!

Publicações recentes
Showing 2 comments
  • Maria José de Carvalho
    Responder

    Boa tarde, sou ASB e amei a publicação. Em tds os treinamentos e atualizações na qual a empresa q trabalhava envolvia seus profissionais a dinâmica dos palestrantes convidados era sempre essa. Hj estou aposentada, mas continuo envolvida pois faz td diferença saber um pouco mais. Parabéns à td equipe.

    • TePe
      Responder

      Que bom que gostou do artigo, Maria. Ficamos muito felizes ao saber. Com certeza, o conhecimento nunca é demais. 🙂

      Em nosso blog temos diversos artigos relacionados a saúde bucal. Vale a pena ler! http://tepe.com.br/blog/

Deixe um comentário