Tem gengiva nascendo dentro do seu dente? Veja como tratar!

 In Público em geral

Você já ouviu falar do pólipo pulpar? Também conhecido como pulpite crônica hiperplásica, o pólipo pulpar faz com que muita gente procure o dentista com a queixa de que a gengiva nascendo para dentro do dente. Mas afinal o que é o pólipo pulpar, quais sãos as suas causas e como é possível tratar essa condição? Vamos explicar tudinho sobre o assunto aqui no post de hoje! Confira logo abaixo!

O que é o pólipo pulpar?

O pólipo pulpar é um crescimento excessivo da polpa do dente, uma porção que geralmente fica escondida dentro da raiz e coberta pela coroa. Embora o tecido pulpar do pólipo se pareça com a gengiva, é importante esclarecer que são tecidos bem diferentes. No entanto, como a semelhança é grande, é preciso que o dentista confira se é realmente um pólipo pulpar e não se trata de um pólipo gengival que cresceu  e acabou por preencher a cavidade dentária.

O que causa o pólipo pulpar?

Antes de mais nada é necessário que o dente esteja aberto, ou seja, que a coroa esteja parcialmente destruída após uma cárie extensa ou uma fratura. Com a abertura, a polpa fica exposta e entra em contato com os alimentos e os micro-organismos que ficam dentro da boca. Isso dá início a um processo inflamatório que gera um tecido, chamado de tecido de granulação hiperplásico, que vai crescendo e se expondo pela abertura no dente.

Quem pode sofrer desse mal?

Os pólipos pulpares são mais comuns em crianças, adolescentes e jovens, já que nessa faixa etária o tecido pulpar está mais exposto. Os dentes mais afetados são os molares, tanto os de leite quanto os permanentes, já que, por estarem bem no fundo da boca e serem de difícil higienização, esses dentes apresentam um número maior de cáries.

Quais os sintomas?

Muitas vezes, o tecido do pólipo está comprimido o que prejudica a irrigação e acaba provocando a morte das células, fazendo com que o pólipo pulpar não seja doloroso. Mas como o pólipo pode acabar se machucando durante a mastigação, é possível que surjam úlceras, sangramentos e sinais de inflamação.

Como é o tratamento?

Não é possível reverter o crescimento do pólipo, então os tratamentos têm como finalidade retirá-lo. O tipo do tratamento depende principalmente do estado do dente, avaliando-se o tamanho da cavidade e quanto do dente já foi destruído.

Se a cavidade for pequena, é possível fazer um tratamento endodôntico, semelhante ao de tratamento de canal, em que se remove cirurgicamente o pólipo pulpar, trata-se o processo que originou a inflamação, limpando todo o interior do dente e, por fim, reconstruindo a coroa do dente. Se a cavidade for muito grande, no entanto, o melhor é extrair todo o dente e depois considerar a colocação de um implante.

É possível prevenir a formação de pólipos pulpares?

A melhor forma de prevenir o surgimento dos pólipos pulpares é escolhendo uma boa escova de dente, mantendo uma higiene bucal adequada e fazendo visitas regulares ao dentista. Assim, caso apareça algum problema — como uma cárie — o tratamento será precoce e não haverá a formação de uma cavidade que expõe a polpa do dente.

Ainda tem dúvidas sobre o pólipo pulpar? É só deixar um comentário aqui embaixo pra gente! E não deixe de conferir também o nosso post mostrando algumas doenças que podem surgir com a má escovação!

Recent Posts
Showing 3 comments
  • Bruno
    Responder

    Eu com carne dentro do dente não sei o que fazer

  • Kamila
    Responder

    Tenho essa carninha dentro só meu dente e estou gravida faz mau para o meu bebê?

    • TePe
      Responder

      Olá Kamila. Agradecemos pela preferência. O seu caso é específico, recomendamos que vá ao dentista e busque essa informação com ele. Somente ele poderá analisar melhor o seu caso.

Leave a Comment