Traumas na boca e na gengiva: o que fazer?

 In Dia-a-dia, Pós-cirúrgico

Quer saber o que fazer com traumas na boca e na gengiva? Preparamos um artigo completo que explica tudo sobre o assunto!

A saúde bucal de uma pessoa é tão importante quanto a saúde do corpo, e deve ter a devida atenção. O acompanhamento médico com dentista em consultas regulares deve ser realizado em paralelo com os cuidados diários de escovação, uso de fio dental, raspadores linguais e escovas interdentais.

Traumas na boca e na gengiva são comuns e podem acontecer por diversas causas. Confira algumas abaixo:

  • Hiperplasia gengival

Comum em pacientes que usam próteses dentárias removíveis, a hiperplasia gengival é o crescimento da gengiva e pode ser causada por má higienização da boca, medicamentos para convulsões, imunossupressores, entre outros.

  • Xerostomia

É a sensação de boca seca recorrente por diversas causas como: bebidas alcóolicas, cigarro, má higiene bucal, desidratação, síndrome de Sjögren, diabetes, tratamentos de quimio e radioterapia.

  • Escovação agressiva

Esse erro é comum e frequente, a escovação agressiva pode gerar traumas gengivais como retração, sensibilidade nos dentes por conta do esmalte dentário, que é danificado com esse método.

  • Piercings na boca

A colocação de uma jóia na boca pode causar traumas e retrações gengivais por 2 principais razões. A primeira é por conta das inflamações que podem ser causadas pela falta de cuidados, e a segunda é por conta da fricção nos tecidos bucais ou dentes.

  • Trauma oclusal

Trata-se da lesão periodontal causada pela pressão nos dentes. Pode causar em um primeiro momento a sensação que está mole e depois um afastamento ou junção das raízes, causando um desgaste interdental.

  • Gengivite

Os principais sintomas da gengivite são sensibilidade dental, retração e inchaço nas gengivas. Costuma causar também sangramentos durante a escovação ou uso do fio dental.

Como tratar traumas na boca e na gengiva

O passo mais importante para evitar problemas na saúde bucal é a escovação, feita de forma correta ela evita doenças gengivais, tártaro, cáries e até doenças no coração como a endocardite infecciosa.

Pacientes com traumas na boca podem criar aflição ou medo ao realizar a escovação, justamente por ter a área mais sensível do que uma pessoa normal.

Muitas pessoas com sensibilidade dentária queixam-se ao realizar a escovação por conta da dor ou incômodo que a fricção causa, para que não tenha riscos a saúde bucal é importante que seja usada uma escova específica.

A Special Care da TePe é a escova com mais filamentos no mercado mundial, suas 12 mil cerdas de poliéster tem acabamento arredondado e textura ultra macia, perfeita para a escovação suave que esses pacientes precisam.

Já sofreu com traumas na boca e na gengiva? Compartilhe sua experiência conosco nos comentários abaixo!

Recent Posts

Leave a Comment