Tudo sobre halitose infantil

 em Público em geral

Devemos cuidar e prestar muita atenção com a nossa saúde bucal. A boca e os dentes são o canal de acesso ao nosso corpo para muitas doenças e infecções, que podem se espalhar. Este cuidado deve ainda ser maior com as crianças, pois sua arcada dentária ainda está em fase de desenvolvimento.

Um dos problemas comumente encontrados nesta faixa etária é a halitose. Você sabe o que é, como tratar e se prevenir? Confira nosso post!

O que é a halitose?

A halitose é também chamada de mau hálito. Tem como característica o mau cheiro que tem origem na boca. Crianças, adultos e idosos podem apresentar este distúrbio.

O que pode causar a halitose?

A halitose pode ter várias causas. Ela pode surgir por causa da má escovação dos dentes, lesões na arcada (como cáries, canais e reabsorções), infecções nos dentes ou gengivas, infecções como sinusite, amigdalite e rinite, hábitos alimentares, doenças como a diabetes e até mesmo problemas psicológicos.

Na halitose infantil o quadro pode ser agravado por um simples descuido dos pais. É preciso  acompanhar a higiene oral das crianças com frequência e prestar atenção se elas estão passando por alguma situação de estresse.

Existe diferença entre a halitose em adultos e crianças?

Não. A halitose é um quadro que pode ser encontrado em qualquer faixa etária. O que diferencia a halitose entre adultos e crianças são as causas mais comuns. Enquanto na criança ela está frequentemente relacionada a falta de higiene, infecções respiratórias ou lesões como cáries e canais, em adultos ela pode estar associada a doenças crônicas como a diabetes e situações de estresse.

Quais os problemas para a criança com este distúrbio?

A halitose por si só pode trazer para a criança problemas sociais, já que nesta fase é muito comum encontrar a manifestação de bullying entre coleguinhas de escola. Tratar deste sintoma, porém, não é somente uma solução para os conflitos sociais da criança. Investigar a causa da halitose pode ser extremamente importante para garantir que a criança não desenvolva nenhum problema de saúde mais grave, ou que piore o quadro de alguma doença já preestabelecida.

Como dissemos, a falta de cuidado com a higiene bucal pode ser a entrada para vírus e bactérias, por isto é importante descobrir por que a criança está apresentando mau hálito.

Como evitar?

O primeiro passo para evitar estes sintomas é garantir que a escovação da cavidade oral e da arcada dentária está sendo feita de maneira correta, reduzindo o risco de lesões como cáries e infecções gengivais. Depois disto, é importante investigar a ocorrência de doenças respiratórias, como sinusite e rinite e outras inflamações, como amigdalite.

Garantindo a integridade da saúde do seu filho, o tratamento correto dos dentes e um ambiente familiar e escolar agradável, é pouco provável que seu filho desenvolva a halitose.

Como tratar a halitose infantil?

O tratamento da halitose consiste em eliminar a sua principal causa. Para isto é preciso identificar a doença ou o quadro clínico que está gerando o mau hálito na criança, tomando as medidas cabíveis para o tratamento.

Após a realização da medicação adequada, é essencial manter a escovação e o cuidado com a higiene da boca diariamente.

Ainda ficou alguma dúvida sobre o assunto? Compartilhe com a gente e não deixe de curtir o blog!

raspador_post

 

Publicações recentes

Deixe um comentário