Um cisto na boca pode se transformar em algo mais grave?

 In Público em geral

Lesões e deformações nas estruturas da boca podem ter causas variadas — desde o uso incorreto da escova de dente até razões mais complexas, como a formação de um cisto ou mesmo um câncer de boca.

Por isso, qualquer anomalia que se perceba na boca ou nos dentes deve ser avaliada por um dentista. O diagnóstico precoce é de extrema importância para a correção dos maus hábitos e para a eficácia do tratamento, quando ele for necessário.

Neste post, vamos esclarecer se um cisto na boca pode se transformar em algo mais grave e explicar como identificar os sintomas de um câncer. Confira!

Quando um cisto na boca pode se transformar em algo mais grave?

Os cistos e/ou tumores odontogênicos são aqueles que acometem a maxila e a mandíbula e têm relação direta com os dentes. Eles são de crescimento lento e indolor, o que dificulta que a pessoa perceba o problema.

Os tumores odontogênicos não devem ser confundidos com câncer de boca. Eles são benignos, mas, ainda assim, sem um diagnóstico precoce, podem comprometer seriamente a saúde da boca.

Cistos muito grandes vão provocar a expansão dos ossos maxilares, movimentar e reabsorver as raízes dos dentes à sua volta e causar perda óssea, o que pode resultar em fraturas e na necessidade de extração dos dentes.

É o olhar treinado do dentista que poderá identificar um cisto ou os tumores odontogênicos ainda em seus estágios iniciais. Esse diagnóstico é feito por meio do exame clínico com o auxílio de radiografias e ultrassonografias que permitam analisar o interior das estruturas ósseas e musculares da maxila e da mandíbula.

O tratamento dos tumores é cirúrgico e tem bom prognóstico, embora possam reaparecer por não serem protegidos por cápsulas que garantam sua total remoção durante a cirurgia.

O que é o câncer de boca?

Ao contrário dos tumores odontogênicos que se concentram na maxila e na mandíbula, o câncer de boca pode acometer os lábios (com maior predominância nos lábios inferiores), a parte interna da boca, as amígdalas, as glândulas salivares e a parte posterior da garganta.

Os primeiros sinais da doença são de difícil percepção, o que torna seu prognóstico bem negativo, com taxas de sobrevida de apenas cinco anos. O tratamento é feito com cirurgia, quimioterapia e radioterapia, e o diagnóstico precoce é imprescindível para seu sucesso.

É uma doença que acomete mais homens do que mulheres, normalmente a partir dos 40 anos. O tabagismo e o uso excessivo do álcool, aliados a uma má higiene bucal, são fatores de alto risco para o desenvolvimento do câncer de boca — de 80% a 90% dos cânceres bucais têm relação com o cigarro.

Como identificar o câncer de boca

Como dissemos, os primeiros sinais de câncer de boca são de difícil percepção. Mas se você tiver qualquer um dos seguintes sintomas, procure seu dentista:

  • feridas na boca com sangramento e que são de difícil cicatrização;
  • inchaço ou caroço na língua e bochecha;
  • manchas brancas ou vermelhas, dormência ou perda de sensibilidade em qualquer parte da boca;
  • dificuldade para mastigar e engolir;
  • alteração na voz;
  • dores na garganta sem motivo aparente ou a sensação de algo preso nessa região;
  • inchaços que impedem a correta adaptação de próteses, como a dentadura.

Manter em dia suas consultas ao dentista é de extrema importância para evitar que um cisto na boca se transforme em problemas mais sérios e também para garantir um diagnóstico precoce, além de preservar sua saúde bucal como um todo.

Se você quiser saber mais sobre os tipos de cisto bucal e como é feito seu tratamento, não deixe de ler nosso texto sobre cisto de boca: como identificar e tratar esse problema!

Recent Posts
Showing 7 comments
  • Jucely
    Responder

    Olá boa noite. Estou com um cisto periapical de origem inflamatória,esta com 3 cm x2,6,gostaria de saber se a cirurgia é simples ou complicada? Tenho medo por ser feito em hospital e anestesia geral.

    • TePe
      Responder

      Oi, Jucely. A cirurgia ser considerada simples ou complicada varia de vários fatores. Busque tirar todas as suas dúvidas com os profissionais que irão fazer este procedimento. Não fique nervosa. Acredite que dará tudo certo! 🙂

  • Ana Paula
    Responder

    Boa Noite meu filho de 18 anos tem um cisto em baixo do dente do siso o dente ainda não nasceu Mas estou precisando de um cirurgia buco maxilar gostaria de saber se essa retirada do siso junto com cisto é arriscado.preciso de um profissional urgência.

    • TePe
      Responder

      Oi, Ana Paula. O mais recomendado é levar o seu filho ao dentista para que possa ser analisado e recomendado o tratamento correto para a situação dele.

  • fernanda farias
    Responder

    ola boa tarde! sinto dois caroços pequenos e moveis na gengiva inferior na parte interna que fica em contato com a lingua. ja faz uns dois anos. ja me consultei com dentista que disse que nao é nada, mas tbm não passou nenhum exame. agora estou sentindo dores e o assolho que fica abaixo da lingua esta vermelho e sinto uma leve dor e dormencia bem leve.

    • TePe
      Responder

      Oi, Fernanda. Alguns exames são recomendados pelos dentistas para uma análise mais precisa. Vale lembrar que cada profissional tem o seu método de trabalho. Caso esteja com dúvidas quanto a informação dada pelo primeiro profissional, busque a opinião de um segundo.

  • Michael
    Responder

    Olá, estou com um caroço na gengiva que só aparece quando eu como alguma coisa.

Leave a Comment