Você sabe onde as cáries são mais presentes na boca?

 In Público em geral

As cáries são responsáveis por grandes desconfortos clínicos na região da nossa boca. Além desse tipo de deterioração trazer várias lesões na arcada dentária, podendo desenvolver canais e até mesmo a perda da estrutura dentária, o tratamento odontológico dessa condição clínica pode ser desagradável e até um pouco doloroso.

Para aprender a evitar o desenvolvimento de cáries nos seus dentes, é importante entender como elas surgem e onde geralmente costumam aparecer. Acompanhe-nos!

Como surgem as cáries?

A cárie nada mais é do que um nome dado ao processo de deterioração do dente, causado pelo acúmulo de bactérias em alguma região da boca. Geralmente, as cáries estão relacionadas ao excesso de consumo de carboidratos e, especialmente, açúcar simples, que servem de substrato para as bactérias presentes na boca.

Quando essas bactérias alcançam regiões com acúmulo desse tipo de alimento, elas transformam o açúcar e o carboidrato em ácidos, que são responsáveis por formar as famosas placas bacterianas que, se não tratadas, viram tártaro. Assim, as placas que não são corretamente higienizadas após alguma refeição tornam-se campo para a proliferação de bactérias e formação das cáries.

Quais os locais com mais riscos de desenvolvimento da cárie?

As cáries se desenvolvem, geralmente, em dentes que têm a higienização mais complicada, mas isso não significa que os outros dentes não estejam propensos a desenvolver o problema: basta que a higienização seja precária para que a placa bacteriana se acumule, aumentando o risco de desenvolvimento desse quadro clínico.

Alguns dos locais onde há mais chances de aparecimento das cáries são:

Molares traseiros

Por ficarem muito no fundo da boca e terem sulcos profundos, onde se acumulam resíduos de comida, os molares estão mais propícios a serem atacados pela cárie.

Laterais

As laterais de cada um de seus dentes também acumulam grande quantidade de resíduo alimentar e de placa bacteriana, aumentando as chances de desenvolvimento de cáries nesse local.

Como evitar esse tipo de deterioração?

Evitar o desenvolvimento de cáries não é tão difícil quanto parece, basta que você siga corretamente as orientações para uma escovação e higienização adequada dos dentes e visite seu dentista regularmente, fazendo limpezas mais profundas de placa e tártaro, com intervalos de seis meses a um ano.

Fazer o uso de fio dental regularmente e escolher um tipo de escova que se adeque à sua arcada dentária também fazem parte das medidas para prevenir o surgimento de cáries. O uso de um limpador de língua também pode ajudar a diminuir a concentração de bactérias próximas aos dentes logo após alguma refeição.

Como tratar uma cárie já instalada?

O único tratamento para uma cárie já instalada é a sua remoção. Depois de realizar a retirada do foco infeccioso e a completa limpeza da região afetada, é preciso avaliar qual tipo de recuperação deve ser feita no dente deteriorado:

  • As obturações são feitas nos dentes que tiveram perda parcial de suas estruturas, com lesões superficiais, preenchendo o espaço que foi perdido.
  • Para dentes que tiveram perda quase total das estruturas é preciso, geralmente, fazer um tratamento de canal para evitar maiores complicações na região e depois posicionar uma nova coroa no lugar do dente perdido.

Qualquer um destes procedimentos devem ser realizados no consultório do dentista de sua confiança.

O segredo para prevenir a cárie é respeitar a rotina de higienização completa dos dentes, especialmente naqueles que ficam em posições mais complicadas para realizar uma boa limpeza. Você está cuidando da higienização dos seus dentes? Ficou com alguma dúvida sobre como prevenir as cáries? Conte para a gente nos comentários!

 

Recent Posts

Leave a Comment