5 alimentos que devem ser evitados ao usar aparelho ortodôntico

 Em Aparelhos Ortodonticos

O uso de aparelho gera diferenças na forma de se alimentar e na higiene diária. Veja neste artigo 5 tipos de alimentos que quem usa aparelho deve evitar!

O maior castigo para quem utiliza aparelho ortodôntico é ter que abdicar de ingerir alguns tipos de alimentos. No entanto, pior que ter de resistir ao que é estritamente proibido pelo dentista, é sofrer com o desconforto gerado pela quebra do bracket, não é mesmo?

Embora isso seja visto por muitos como um desafio, é preciso ver que há ricas vantagens em encará-lo. Existem alimentos que, ao serem evitados, auxiliam não apenas no tratamento, mas também a sua saúde e higiene bucal. Além disso, quanto mais intacto você mantiver o aparelho, mais rápido ele será retirado.

Para saber de quais alimentos e guloseimas estamos falando, acompanhe a seguir uma lista com cinco tipos de alimentos que devem ser evitados por quem usa aparelho ortodôntico!

Alimentos duros

O movimento feito para morder e mastigar alimentos duros pode prejudicar a estrutura presa aos seus dentes. Quem usa aparelho deve sempre cortar os alimentos em pedaços menores para mastigar com os molares, que tem seu topo maior e mais resistentes.

Devem ser evitados:

  • Maça;
  • Cenoura;
  • Torradas;
  • Pêra;
  • Biscoitos;
  • Frutos secos como nozes, avelã, castanha, amendoim, amêndoas;
  • Grãos e cereais como milho, pipoca, aveias, granola e os famosos cerais matinais.

Doces duros e grudentos

Doces de aspecto duro, como pirulito e pé de moleque, também se enquadram na categoria dos danificadores de aparelhos, com um detalhe: o excesso de açúcar contido nesse tipo de guloseima. Portanto, evitá-los significa colaborar para a prevenção de cáries.

Os doces grudentos são inimigos tanto do tratamento em si quanto da estética, visto que a consistência pegajosa dos chicletes e outros doces grudentos são extremamente complicados de serem removidos do aparelho ortodôntico.

O que evitar?

  • Doces duros: pirulito, pé-de-moleque, chocolate mantido na geladeira etc;
  • Doces grudentos: chicletes, balas, caramelos e derivados.

Carnes duras e secas

Carnes secas ou do tipo charque, duras e gordurosas como o torresmo, ao serem mastigadas, podem causar os mesmos problemas que os alimentos citados acima: grudar no aparelho e danificá-lo. Aquelas carnes suculentas, típicas em todo e qualquer churrasco, costumam ter pouca maciez ou desfiam com facilidade. Sendo assim, é preciso se atentar e evitar morder bruscamente.

Da mesma forma, evitar roer e comer a pele desse tipo de alimento também é fundamental. É bom manter o controle ao ingerir carne de frango, que, além de quase sempre conterem pele, muitos dos que consomem não resistem à excessiva vontade de comer com as mãos e assim “beliscar” o que está grudado no osso. Tal experiência pode acabar muito mal!

Alimentos fibrosos

Esses não chegam a ser proibidos como alguns já citados, mas necessitam de muito cuidado ao serem ingeridos. Frutas secas, por exemplo, embora auxiliem na produção de saliva, grudam nos dentes com muita facilidade.

No caso de frutas como a maçã e legumes como a cenoura, é recomendada a ingestão desses alimentos bem picados pois as chances de alguma peça do aparelho ortodôntico ser danificada são grandes.

Refrigerantes e espumantes em geral

Os refrigerantes prejudicam a saúde bucal e também os fatores estéticos, pois a coloração artificial tende a manchar as borrachas e evidenciam a falta de cuidados – principalmente quando se utilizam borrachas brancas. Quanto à saúde dos dentes, os açúcares contidos nos refrigerantes ficam retidos com facilidade nas peças dos aparelhos e acabam por aumentar a quantidade de placa bacteriana.

Como realizar a higiene correta após a alimentação

Cuidar da boca e dos dentes é sinônimo de cuidar da saúde. O paciente que faz uso de estruturas metálicas na boca deve reforçar a higiene e prestar atenção a todos os passos, para evitar doenças bucais como:

  • Tártaro;
  • Cáries;
  • Periodontite;
  • Gengivite;
  • Acúmulo de biofilme;
  • Perda óssea;
  • Aftas;
  • Abscessos dentários.

A higiene correta completa pode ser dividida em 3 grandes passos, continue lendo e aprenda!

Escovação

O ato de escovar os dentes deve ser feito pelo menos 3 vezes por dia ou após cada refeição. A escova ideal tem apenas duas fileiras de cerdas para não ficar presa nos ganchos do bracket. A função da Implant Ortho é escovar os dentes, não o aparelho.

Para escovar os brackets é interessante fazer uso de uma escovinha unitufo alcança exatamente o espaço necessário. A escova sole da TePe retira todos os restos de alimentos de forma individual.

Limpeza interdental  

Após a escovação dos dentes você deve fazer uso do fio dental entre os dentes e no aparelho fixo, para retirar os restos alimentares nas partes lisas entre os dentes.

Nos dentes posteriores e em volta do bracket deve ser usadas as escovinhas interdentais da TePe. O tamanho da escovinha indicada depende muito do seu espaço entre os dentes, e do espaço entre o dente e a estrutura metálica.

Limpeza da língua

O acúmulo de saburra lingual é um dos principais motivos de mau hálito. Após a escovação e a limpeza entre os dentes, é necessário fazer a higiene da língua. O raspador lingual da TePe conta com 3 superfícies de contato para retirar todos os restos de alimentos e saliva.

A TePe conta com 8 tamanhos de escovinhas interdentais para atender a todos os espaços. Encontre um revendedor perto de você e experimente os produtos da TePe!

Posts Recentes

Deixe um comentário