Agenesia dentária: causas, tratamentos e tudo que você precisa saber!

 Em Dia-a-dia, Implantes Dentários, Para seus filhos, Público em geral

Condição que gera a falta de dentes. Entenda neste artigo o que é agenesia dentária, suas causas, como é feito o diagnóstico e tratamentos!

Considerada uma anomalia, a agenesia dentária nada mais é do que a ausência de um ou vários dentes na arcada dentária. A condição pode afetar tanto os dentes fixos quanto os dentes de leite.

Estima-se que atualmente a agenesia dental afete de 5-7% da população mundial. Apesar de mais comum acontecer com os dentes permanentes, também é possível afetar crianças, prejudicando a formação total da arcada dentária.

Estudos afirmam a relação entre a anomalia dental a síndromes como:

A principal causa apontada para agenesia dentária é a hereditariedade, o que faz a prevenção ser mais difícil. Porém, outros fatores também podem influenciar como:

  • Disfunções na tireóide;
  • Trauma local;
  • Uso de medicação anticonvulsiva.

Apesar de muitas serem as possíveis causas da agenesia dentária, estudiosos apontam que está diretamente ligado com alterações no exercício dos genes.

Fatores externos também podem se tornar facilitadores para agenesia dentária. São eles:

  • Pessoas com diagnóstico de rubéola;
  • Pessoas com diagnóstico de sífilis;
  • Pessoas que já sofreram de traumatismo;
  • Usuários de drogas ou substâncias químicas;
  • Quem já realizou tratamento de quimioterapia ou radioterapia.

Tipos de agenesia dentária

Com três classificações, a agenesia dentária é especificada pela quantidade de dentes que está faltando na arcada do paciente.

Anodontia

São considerados pacientes com anodontia, quem sofre da condição e tem ausência de todos os dentes.

Hipodontia

São considerados pacientes com hipodontia quando faltam de um a seis dentes na boca.

Oligodontia

Em casos de oligodontia, faltam mais do que seis dentes na boca do paciente diagnosticado com agenesia dentária.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico costuma ser feito logo nos primeiros anos de idade. Os pais e responsáveis costumam perceber a falta de um ou mais dentes até os 2 anos da criança. Aos 24 meses, o bebê já deve ter 20 dentes na boca.

Para entender mais sobre as fases de troca dentária de crianças, clique aqui e leia o artigo: Conheça as fases da troca de dentes infantil.

A consulta inicial com um dentista especializado em odontopediatra pode apenas suspeitar da doença. Para confirmar o quadro de agenesia dentária são necessários exames clínicos de imagem como raio-x, por exemplo.  

Agenesia dentária: tratamento

Identificado como condição genética e não como doença, não existe um tratamento para acabar com a agenesia dentária. Os métodos consistem em resolver o problema para melhorar tanto na estética, como em funcionalidade.

Na grande parte dos casos, a solução está restrita a 3 formas de tratamento:

  • Realizar um implante dentário nos espaços faltantes;
  • Fazer uso de aparelho para fechar o espaço e melhorar a estética;
  • Extrair o dente co-relacionado para manter a simetria da arcada.

Apesar das possibilidades, apenas o dentista que acompanha o caso poderá escolher qual a melhor alternativa para o futuro.

Como cuidar da saúde bucal de pessoas com agenesia dentária?

Quem sofre com a condição deve ter muita atenção na escovação diária. Com a falta de um ou mais dentes, as bactérias têm espaço de sobra para se alojar nas gengivas.

Os cuidados diários com  boca devem seguir 2 passos básicos para evitar cáries, mau hálito, tártaro e a perda óssea. Estes são:

Escovação

O hábito de escovar os dentes deve ser criado após cada refeição ou pelo menos 3 vezes ao dia. Com uma escova macia ou extra macia, deve-se começar pelo encontro da gengiva com o dente em movimentos leves de cima para baixo, como se estivesse varrendo. Logo em seguida, devem ser feitos movimentos circulares.

Pacientes com anodontia, devem fazer uso de uma escova ultra macia, como a Special Care. Com 12 mil filamentos, ela promove uma higiene delicada e efetiva nas suas gengivas.

Limpeza dos espaços

Pacientes com falta de um ou mais dentes que ainda não realizaram nenhum tratamento, devem fazer a limpeza correta desses espaços. As escovas interdentais extra macias da TePe estão disponíveis em 6 tamanhos e são perfeitas para a função!

Gentilmente elas vão higienizar sua gengiva. Prevenindo cáries e acúmulo de alimentos nos espaços.

Conhece alguém que sofre com a agenesia dentária? Compartilhe o post ou marque seus amigos nos comentários e ajude na conscientização da condição!

 

Posts Recentes

Deixe um comentário