fbpx

Cárie entre os dentes: como elas surgem e como prevenir? Veja!

 Em Cárie, Dente Amarelo, Interdentais, Mau Hálito / Halitose

Com certeza você já ouviu falar sobre cárie, não é mesmo?

Esse é um problema dental comum, mas, o que muitas pessoas ainda não sabem, é que existem diferentes maneiras de surgimento da cárie. Ela também pode ser encontrada em diferentes partes do dente.

Você sabe como ela é formada, quais são os locais que elas podem surgir e as suas consequências? Confira agora!

O que é cárie?

A cárie é uma deterioração do dente, causada por bactérias que, naturalmente, estão em nossas bocas.

Ao não serem retiradas, as bactérias começam a se acumular e formam uma placa, que geralmente é mais dura e difícil de ser removida dos dentes.

Pouco a pouco, com o avanço dessa placa, os microrganismos ali presentes começam a causar danos no esmalte dos dentes e nas outras estruturas dentais.

Quando não tratada a tempo, a cárie pode trazer consequências sérias aos pacientes, além de apresentar desconforto e, em casos mais graves, dor.

Como as cáries se formam?

 A cárie é um problema gerado, principalmente, pelo estilo de vida do paciente.

Isso porque ela acontece quando a higiene bucal não é feita da forma correta, deixando restos de comida nos dentes. Com isso, as bactérias que vivem na região da boca e não deveriam ser um problema, acabam se desenvolvendo, formando a placa bacteriana.

Outro grande hábito que pode favorecer o aparecimento de cáries é ter uma dieta com grande consumo de açúcar.

A explicação para isso é porque as bactérias que formam a cárie se alimentam dos restos de açúcar do alimento, porém, elas o transformam em um ácido.

É através desse ácido que os microrganismos começam a atacar os minerais do dente. Quando esse processo não é interrompido de forma rápida, acontece a cárie.

Também deve ser considerada a predisposição genética do paciente para desenvolver cárie. Ela é um problema hereditário, então, pessoas com familiares com grande incidência de cárie, devem redobrar a atenção com os cuidados.

Onde as cáries podem surgir?

Agora que você já conhece todo o processo de formação da cárie e do porque ela surge, entenda melhor em quais partes do dente esse problema pode aparecer:

Cárie coronária

Este tipo de cárie é o mais comum e o mais fácil de identificar.

Nesse caso, a cárie está na superfície do dente, onde mastigamos os alimentos, ou aos lados, em contato com a bochecha ou a língua.

Esse tipo de cárie afeta pessoas de qualquer idade, desde crianças à idosos.

Cárie radicular

Como o nome sugere, esse tipo de cárie fica localizada na raiz dos dentes.

Esse tipo é mais fácil de encontrar em pessoas mais velhas, pois, com o passar do tempo, é normal que a nossa gengiva se retraia, deixando as raízes dos dentes expostas.

Diferente da superfície coronária, que é a parte de cima do dente, a raiz não tem uma cobertura de esmalte para a sua proteção, o que acaba causando a cárie mais rapidamente.

Cárie recorrente

Também como sugerido pelo nome, esse tipo de cárie aparece frequentemente nos mesmos lugares.

Geralmente, os locais que as cáries aparecem são ao redor das restaurações e coroas pré-existentes, que ficam mal adaptadas ao dente, próteses ou dentes lascados.

Em todos os casos, podem haver espaços abertos que acumulam restos de comida, facilitando o surgimento da cárie.

Cárie interproximal

Esse é o tipo de cárie que fica entre os dentes.

Justamente por causa de onde está localizada, ela é mais difícil de ser diagnosticada. Na maioria dos casos, a cárie entre os dentes é descoberta quando está em um estágio avançado.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, esse tipo de cárie é comum e pode aparecer em qualquer pessoa, desde crianças à idosos.

Cáries interdentais

A cárie interproximal também pode ser conhecida como interdental. Conforme mencionado acima, ela é silenciosa nos seus estágios iniciais, por isso, saiba mais sobre o seu surgimento e prevenção.

Como elas surgem?

Assim como na cárie coronária, o principal fator que leva ao surgimento da cárie entre os dentes é a falta de higiene bucal e o alto consumo de açúcar.

Nesse caso, apenas a escovação dos dentes não é suficiente. Por isso é tão importante realizar diariamente uma boa higiene da boca, seguindo todos os passos indicados pelos dentistas.

Quais problemas elas causam?

Por não serem facilmente diagnosticadas nos estágios iniciais, as cáries interdentais trazem graves consequências. Confira algumas abaixo:

  •         Dor e sensibilidade;
  •         Inflamação;
  •         Dificuldade para mastigar;
  •         Perda dos dentes;
  •         Complicações cardíacas – quando a bactéria da cárie cai na corrente sanguínea;

Como elas são diagnosticadas?

Por estarem em locais de difícil acesso a olho nu, as cáries interdentais são diagnosticadas através de exames de imagens.

O mais comum deles é o raio x. Para essa ocasião, é solicitada a radiografia interproximal, também conhecida como Bite Wing.

Como tratar a cárie interdental?

Diversos tratamentos podem ser utilizados para tratar a cárie entre os dentes. Cada dentista irá verificar qual a melhor opção para o seu paciente no momento.

Outro ponto para analisar é a evolução do problema. Dentre os tratamentos possíveis, estão a restauração em resina ou o canal.

Como prevenir a cárie interproximal?

A melhor e mais efetiva maneira de evitar que a cárie interdental apareça é realizando uma boa higiene bucal. Porém, apenas escovar os dentes não é o suficiente!

O fio dental é uma parte importante para retirar os pequenos pedaços de comida onde a escova não chega, porém, ele não consegue alcançar toda a região entre os dentes.

Por isso, o indicado é utilizar a escova interdental uma vez ao dia. Mas, fique atento: escovas muito duras, com cerdas curtas ou com o centro metálico grosso, deixam a limpeza ineficiente e machucam a gengiva.

Atualmente, existem escovas interdentais com diversos tamanhos e espessuras. Opte pelas macias para garantir que elas se adaptem aos seus dentes sem agredir a sua boca!

Além disso, a escova interdental pode ser utilizada por qualquer pessoa, não somente àqueles que utilizam aparelhos ortodônticos.

E você? Já tem a sua escova interdental? Conheça todos os nossos modelos aqui

Compartilhe essas informações com um amigo para que ele também saiba se prevenir contra a cárie entre os dentes!

Posts Recentes

Deixe um comentário