fbpx

Como cuidar da saúde bucal de crianças autistas (TEA)? Descubra!

 Em Dia-a-dia, Para seus filhos

Transtorno que afeta todas as áreas de saúde e desenvolvimento. Entenda quais os cuidados corretos com a saúde bucal de crianças autistas!

Problema psiquiátrico que costuma ser diagnosticado logo na primeira infância, entre 1 e 3 anos de idade, o autismo apresenta sinais sutis desde o nascimento. Quem sofre com Transtornos do Espectro do Autismo costuma ter dificuldades em se comunicar, interagir e aprender. 

Nos últimos anos a condição teve alteração na nomenclatura para abraçar todas as variações de grau, sintomas e manifestações físicas. Agora todos os pacientes autistas são portadores de TEA: Transtorno do Espectro do Autismo. 

As seguintes condições foram abraçadas pela denominação TEA, veja abaixo:

  • Autismo clássico;
  • Síndrome de Asperger;
  • Transtornos Globais do Desenvolvimento (TGD).

A resistência em aceitar algumas atitudes é uma característica bem latente em crianças com essa condição. Por muitas vezes a higiene da boca é rejeitada e gera desgastes emocionais tanto no paciente, quanto no responsável. 

Principais sintomas de crianças autistas

Os sintomas costumam ser muito próximos e servem como referencial antes de fechar o diagnóstico. Veja alguns deles a seguir:

  • Dificuldade em manter contato visual e físico;
  • Movimentos repetitivos;
  • Repetir frases, piadas ou comerciais;
  • Falar de si mesmo sempre em 3ª pessoa;
  • Sempre entender as coisas ao pé da letra;
  • Agressividade e irritabilidade são comuns;
  • Sensibilidade à sons e gritos;
  • Interesse forte em assuntos específicos;
  • Impulsividade em ações;
  • Tendência ao isolamento social;
  • Dificuldade em criar empatia;
  • Falar rimando ou cantando.

Como cuidar da saúde bucal

Muitas pessoas ainda tem o pensamento equivocado que enquanto a criança tem os dentes de leite, não é tão necessário cuidar da higiene, já que vão ser trocados naturalmente. Mas esse pensamento precisa ser mudado e os hábitos devem ser introduzidos desde muito pequenos!

A rotina ajuda no desenvolvimento cognitivo, compreensão e organização de pensamentos de uma criança. Porém, com crianças portadores de TEA isso é ainda mais importante, já que elas não tem facilidade na comunicação. Essas pequenas rotinas evitam que a criança fique insegura ou confusa com uma novidade. 

Escovação

O primeiro passo para cuidar da saúde bucal de uma criança autista é escovar seus dentinhos. A escova ideal deve ter um cabo firme para não escapar da mão, cabeça pequena para alcançar todos os espaços e cerdas macias.

A Tepe tem escovas de dente que podem ser usadas desde os primeiros meses de vida, até a idade adulta. Todas seguem os requisitos para higienizar sem ferir, além de manter o mesmo design em todos os tamanhos, ideais para crianças com TEA que são metódicas. 

A escova TePe GOOD está disponível em tamanho Mini de 0-3 anos, Compacta de 3 – 7 anos e Regular de 7 em diante. Todas com a mesma embalagem, formato e cor que não causarão estranheza. 

Limpeza entre os dentes

Os pequenos espaços interdentais acumulam restos alimentares e biofilme dental, que podem causar cáries, tártaro e até doenças periodontais. Colocar a sua mão na boca de uma criança com TEA pode ser difícil e estressante, por isso é indicado para a higiene um fio dental com suporte. 

O mini flosser da TePe tem cabo para facilitar o uso, haste com espaço para morder e encaixar o fio dental entre os dentes, além de ter fio teflonado que não se esgarça e nem se parte facilmente. 

Quer saber mais sobre autismo? Clique aqui e leia: AUTISMO, TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER. ENTENDA!

Compartilhe esse artigo nas suas redes sociais e ajude seus amigos na conscientização do TEA e importância da saúde bucal!

Posts Recentes

Deixe um comentário