fbpx

Como evitar mau hálito em pacientes acamados

 Em Dia-a-dia, Fio dental

A halitose pode causar constrangimentos e até alterações psicossociais. Saiba neste artigo como evitar mau hálito em pacientes acamados!

Pacientes acamados costumam ter uma saúde mais frágil do que pessoas fora desta condição, sua forma de vida exige que família, amigos e equipe médica se preocupem em proporcionar a eles uma melhor qualidade de vida e bem estar, por meio de cuidados e tratamentos diários. Um deles deve ser o cuidado com os dentes.

A saúde bucal além de proporcionar bem estar imediato, é um fator que deve ser sempre observado em pacientes acamados. A boca sem a higiene correta se torna uma porta de entrada para bactérias e infecções, podendo ocasionar em uma piora do quadro clínico e inseguranças para conversar.

É preciso lembrar que saúde bucal não é apenas fazer consultas regulares ao dentista, a rotina diária de escovação, uso de fio dental e hábitos alimentares são os passos mais determinantes para evitar situações problemáticas como cáries, doenças gengivais e halitose.

Possíveis causas da halitose

  • Acúmulo de saburra
  • Causas sistêmicas
  • Alimentação rica em amido
  • Alterações gastrointestinais
  • Problemas de estômago
  • Problemas respiratórios

Soluções

Escovação

A frequência indicada da escovação deve ser de 3 vezes ao dia, após cada refeição ou administração de medicamentos.

A escova perfeita para dentes naturais deve ser macia ou extra macia, com cabeça triangular e sem texturas para evitar machucados e lesões na gengiva ou bochechas, além do acúmulo de mofo e bactérias.

Em casos que o paciente precisa de cuidadores é importante instruí-los da necessidade da limpeza bucal rigorosa.

Pacientes com próteses parciais, próteses protocolo ou dentaduras devem seguir as recomendações do dentista sobre o melhor tipo de escova para o caso.

Mini Flosser

Junto com a escovação, a limpeza interdental é o melhor aliado contra o mau hálito, porém, para pacientes acamados e cuidadores pode se tornar uma tarefa frustrante o uso do fio dental tradicional. A solução nestes casos é o Mini Flosser TePe, que com hastes biodegradáveis de polipropileno e um fio mais resistente, se encaixa rapidamente entre os dentes com a própria mordida do paciente.

Alimentação

Uma dieta equilibrada contribui muito para o fim deste desconforto. Carnes gordurosas e frituras em geral, devem ser evitadas. Já alimentos ricos em fibras ajudam a estimular o fluxo salivar e a limpeza dos dentes, gengivas e língua. Além disso, não podemos esquecer de oferecer água com frequência para esse paciente, um adulto normal precisa de aproximadamente 2 litros por dia para se manter hidratado.

A presença do mau hálito, apesar de não causar muitas consequências clínicas para a pessoa, pode em muitos casos causar prejuízos psicológicos e sociais. Inseguranças que afetam em todas as áreas da vida do paciente, como problemas em relações amorosas e de amizade, vergonha para falar ou sorrir.

Os cuidados bucais em pacientes acamados são principalmente um ato de amor com quem precisa de mais cuidados. É dever dos médicos e familiares buscarem mais conhecimento, para facilitar os tratamentos de recuperação dessa pessoa.

Conhece alguém que precisa dessas dicas? Compartilhe esse post com ela!

Banner Mini Flosser

Posts Recentes

Deixe um comentário